Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há cerca de 4 anos que tenho uma parede com muita condensação ("ressoado"). Passo a mão e escorre água e a tinta começou a descascar e empolar.

Pensei que o problema fosse resolvido através de empreiteiro, mas ele recomendou-me um desumidificador. Uma pessoa honesta.

1.JPG

 

Há tempos, estive na posição de ajudar a comprar um.

Foi-me explicado que, o ideal era conseguir o maior valor de extracção por potência. Ou seja, dividem-se o valor "litros por dia" pela "potência" do desumidificador e isso dará um número que - quanto maior, melhor. 

Se esta informação estiver errada, agradeço que me avisem ;)

 

Exemplos:

des.JPG

 

Outras coisas a ter em conta:

- a área (m2) em que será utilizado;

- o nível de ruído - alguns são bastante barulhentos;

- a capacidade do receptáculo da água (vou aproveitá-la para o autoclismo);

- sistema de paragem automático - IMPORTANTÍSSIMO ( acreditem que não é boa ideia ter um aparelho que não pare automaticamente quando o receptáculo da água está cheio);

- ter rodas para arrumar e mudar de divisão.

 

Preferia não ter de comprar um mono, que ocupa espaço e não paga renda, e ainda por cima gastar dinheiro.

Têm alguma dica para mim?


34 comentários

Sem imagem de perfil

De Nidia F. a 23.09.2016 às 02:55

A única dica que me ocorre refere-se ao modo de uso.
Quando colocar o desumidificador numa divisão a trabalhar feche a porta dessa divisão. Com isto vai diminuir o tempo necessário para desumidificar esse espaço.
Imagem de perfil

De Descontos a 23.09.2016 às 08:06

Pois, mas o meu problema é que a divisão em que tenho maiores problemas não tem porta. É aberta para o corredor.
Ainda por cima tenho um pé direito de 3 metros.
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 08:00

Pois, mas o meu problema é que a divisão em que sinto maior condensação é precisamente numa que é aberta.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2016 às 07:16

E umas placas de pladur colocadas à uns cms da parede original? Uma parede falsa que mantivesse a humidade nesse buraco. Desumidificador não é solução para nada...

Não sei se resultaria mas deve existir solução...
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:57

Mas isso não significa simplesmente que a humidade está crescer dentro de uma caixa de ar?

Sempre achei essa solução muito estranha, mais para mascarar do que para solucionar. Mas isso é uma impressão - não sou "técnica"
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.09.2016 às 14:30

se por exemplo a parede estiver colada a um monte...é terra do outro lado, como a minha garagem...não pode pedir para tirarem a terra...

o desumidificador mascara mais e gasta luz

sou a favor de soluções mais permanentes
Sem imagem de perfil

De mara a 23.09.2016 às 07:21

A água do desumidificador tem melhor aproveitamento se usada para o ferro a vapor: é água destilada.
Imagem de perfil

De Descontos a 23.09.2016 às 08:07

Que naba! Nem sequer tinha pensado nisso.
Obrigada!!!!
Sem imagem de perfil

De Mano a 23.09.2016 às 14:11

Não é água destilada... é água extraída do ar, o que não é o mesmo que água destilada.
Água destilada, de uma forma simplista, é o vapor resultante de água fervida para obter uma água o mais pura possível, sem a componente mineral. Esse vapor é novamente condensado, pelo arrefecimento, e dá água, muito perto do H2O.

A água do desumidificador não é fervida, logo, não é destilada.

Logo, não é aconselhável para o ferro porque mantém os minerais que provocam danos nos ferros.

Já agora, porque é que provocam danos nos ferros? Porque a água ferve, saí o vapor e fica o minério, isto é, saí água (quase) destilada, e fica o resíduo mineral que quando o ferro avariar, vocês vão ver lá depositado...
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:49

Agora amuei.
Sem imagem de perfil

De Mónica Almeida a 23.09.2016 às 08:15

Comprei o meu em 2014 e foi das melhores compras que fiz... Para além da casa, ajuda também a enxugar roupa no inverno (o meu tem até um programa especial para isso).
Na altura fiz uma boa pesquisa e optei por uma espécie de "híbrido". Não tem uma capacidade de extração tão rapida como os outros mas é mais eficiente (tem um mecanismo duplo, não apenas mecânico mas com excicador).
Vantagens maiores: super silencioso (qd comparado com outros que vi) e super portátil (dá até para pôr nos roupeiros).
Desvantagem: um pouco mais caro (mas acho que há modelos com menos opções mais baratos...)

É o seguinte
EcoAir DD122FW-MK5 Classic Desiccant Dehumidifier with Ioniser and Silver Filter, 7 L - Blue https://www.amazon.co.uk/dp/B008BZVCVM/ref=cm_sw_r_cp_apa_ytn5xbN39B6KQ

Cumprimentos!!
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:55

Obrigada pela dica.
Sem imagem de perfil

De leonor a 23.09.2016 às 08:18

Bom dia,

Eu tenho dois desumidificadores porque a minha casa tem alguma humidade. Um comprei há 20 e poucos anos, pois moro nesta casa (Porto Salvo) há 25 anos, tem rodas, um depósito grande talvez 10 ou 12 litros é da general electric e tem uma "rodinha" que vai de 0 a 9 e nós posicionamos onde queremos, se colocarmos no máximo está sempre a trabalhar, e se colocarmos no 5 ou 6, ele vai ligando e desligando. É bastante grande, mais pesado e é de castanho por fora tipo "madeira".
O outro mais recente (tem talvez uns 10 anos), é da delonghi, não tem rodas mas também não é preciso pois tem uma "pega" e é muito mais leve do que o outro;é digital e tem várias opções, ligar 2, 4 ou 8 horas, mais forte ou mais fraco e secar roupa, o reservatório é um pouco mais pequeno, mas qualquer um deles pára para quando está cheio. Este último até tem um buraco no reservatório ( que está tapado com uma borrachinha ) a que se pode conectar uma mangueira para uma saída tipo banheira e nesse caso está sempre a recolher água porque se vai deitando sempre fora ( nunca experimentei a fazer isto). O primeiro custou à volta de 50 contos no comércio tradicional - Rua da Estefânia frente ao Hospital e o outro 230 € na Media Market de Alfragide.
No Inverno deixou os dois ligados, cada um num lado da casa, e praticamente se enchem. Eu acho uma coisa muito boa, mas houve alturas em que a luz passou os 200 € (2 meses), mas mesmo assim vale a pena, pois ter as paredes com humidade e a "bolorarem" é que não pode ser. Chega a gastar-se mais com desumidificadores do que com aquecimento, pois estão muito mais tempo ligados.
No Inverno, nunca tenho problemas para secar roupa, coloco a roupa num estendal daqueles de metal com 2 abas e pernas cruzadas, ponho os 2 desumidificadores a "bufar" um de cada de lado à noite e de manhã está toda seca, é só passar a ferro; é uma óptima utilidade que eles também têm.
Eu acho que vai fazer uma óptima compra. Depois de se habituar a esta coisa de não ter que estar atento a ver se chove por causa da roupa nunca mais vai querer outra coisa. Boa compra.
Grata pela atenção e desculpe o testamento.

Leonor




Sem imagem de perfil

De leonor a 23.09.2016 às 08:45

ADENDA
Quando se estiver a secar a roupa, será preferível numa divisão mais pequena, porta fechada e onde não deveremos permanecer por muito tempo.
Ainda me esqueci de dizer que o da General Electric é bastante barulhento mas o da Delonghi é muito silencioso.

Grata pela atenção e espero ter dado uma ajuda.

Leonor
Sem imagem de perfil

De leonor a 23.09.2016 às 08:55

Ainda mais um acrescento.
O meu da delonghi é muito semelhante fisicamente ao da Mónica Almeida, têm a peginha, o buraco para a mangueira, o botão dos iões, acho que é para purificar o ambiente.

Leonor
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:51

Obrigada Leonor.
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:52

Eu é que tenho a agradecer.
Infelizmente, a divisão mais "complicada" é precisamente uma que não tem porta. É aberta para um corredor.
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:53

Agradeço imenso o testamento, realmente também ando preocupada com os custos da electricidade.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2016 às 09:45

http://forum.autohoje.com/off-topic/123873-desumificador-e-parede-molhada.html

recomendo a análise das opções e pensaria numa salamandra
porquê uma coisa que retira humidade e não resolve nada se há alternativa e poupa electicidade...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2016 às 09:49

esqueci-me de uma coisa

uma salamandra de 300 euros mais a instalação devem dar ela por ela por dois anos de elecricidade
no fim disso a casa está valorizada e os invernos foram mais bem quentinhos
Sem imagem de perfil

De Mano a 23.09.2016 às 18:16

Penso que aquecer a casa não é sinónimo de retirar a humidade.

A minha casa é super húmida e nos invernos não tenho salamandra mas tenho aquecedores pela casa.

A casa fica quente mas mantêm-se húmida e o resultado é o aparecimento de bolores, que adoram humidade e calor...

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2016 às 20:56

a forma de aquecimento de uma salamandra não tem nada a ver com aquecedores

acho que antes de mais devia saber porque tem as paredes assim

um desumidificador não é conserto...foi por isso que deixei o link primeiro
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:47

Obrigada.
Curiosamente, antes mesmo de ter a casa pronta já andava a ver catálogos de salamandras. Infelizmente, não era possível ter uma sem me comer uma parte considerável de uma das divisões.
Mas até hoje "sonho" com uma.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.09.2016 às 14:36

não gaste dinheiro numa coisa de plástico que só resolve um décimo do problema

é a minha opinião
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2016 às 12:13

agora ando a pensar em assar castanhas...
Imagem de perfil

De Descontos a 28.09.2016 às 12:15

Assadas, cozidas... ADORO castanhas.
Aliás, no que respeita a frutos, o Outono é a minha estação preferida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.09.2016 às 16:44

uma salamandra serve para muita coisa...

imagino as coisas em cima ou em baixo, que há com pernas

um tabuleirinho com pão
um bolito
as castanhas

além de ser uma excelente "incineradora"
Imagem de perfil

De Descontos a 29.09.2016 às 05:22

Lembro-me de, nos catálogos, ver umas que tinham um forno para assar... que bom!!!!

Claro que é uma visão romântica da salamandra. Quem a tem, também menciona as cinzas, as paredes próximas que apanham sempre mais fuligem...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.09.2016 às 12:06

entre a fuligem e o bolor escolhia a fuligem que sempre se "vê" mais facilmente como evitar

o bolor nasce do diabo...
Imagem de perfil

De Descontos a 29.09.2016 às 12:53

É verdade.
Sem imagem de perfil

De Sandra a 23.09.2016 às 14:57

Olá, antes de mais queria dizer que gosto muito muito mesmo desta nova versão, mais pessoal.
Comprei um desumidificador há cerca de 2 anos na RP marca Electronia que na altura estava como o melhor no site da DECO, cerca de 110€, o modelo ao certo não sei mas posso confirmar em casa.
É óptimo em dias de chuva/humidade, por exemplo em que as janelas e paredes ficam a escorrer, em pouco tempo fica tudo seco.
De Inverno, uso para secar o chão, as casas de banho depois do banho para prevenir humidades.
Para secar a roupa costumo usar o recuperador de lareira: estendal em frente e é uma maravilha.
Também desliga de forma automática quando o reservatório fica cheio, não faz muito barulho e não notei diferença na conta da luz.
Ou seja, nada arrependida com a compra.
Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:49

Muito obrigada pela dica.
Confesso que nunca confiei nessa marca, mas basicamente por preconceito porque não conhecia.
Agora que tenho uma impressão tão positiva, vou reconsiderar. Já é a segunda pessoa a recomendar-me um desumidificador da Electronia.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 24.09.2016 às 22:47

De facto, como já alguém referiu, o importante é saber porque é que tem humidade na parede. Se a humidade vem do exterior (infiltração) deverá ter aspeto escorrido, ou manchado com contorno (aureola). Quando se trata de condensação interior, o aspeto é diferente, com pintas/pontos pretos, ou acastanhados.

Em qualquer um dos casos é possível corrigir.

Descobrir a origem da infiltração pode não ser fácil. Se se trata de uma parede de fachada, ou com ligação direta ao exterior, poderá ser uma fissura na fachada, ou até algo provocado acidentalmente (ex: furo para fixação de um estendal). Nas paredes internas também podemos ter inflitrações provocadas pelos WCs do piso de cima, ou das divisões do lado (má vedação de banheiras, bases de chuveiro, ou danos nas tubagens)

Tratando-se de condensação interior, então o problema está no utilizador da casa. Trata-se de excesso de humidade (banhos/cozinha/estendal dentro de casa) associada a falta de ventilação natural. Esta situação só acontece em dias excecionalmente frios, porque temos tendencia a não ventilar adequadamente as casas e porque a humidade interior acaba por se condensar nas superficies da casa mais frias (normalmente paredes com ligação direta para o exterior). Esta é a situação que temos que ser nós a corrigir com mudança de hábitos e comportamentos. Banhos mais curtos e pouco quentes e imediata ventilação da casa de banho para que o vapor não se espalhe para o resto de casa à procura de superfícies frias. Não secar roupa dentro de casa. Ventilar a casa sempre que possível.

Diagnóstico:
Infiltração pelo exterior-> descontinua (influenciada pela chuva)
Infiltração pelo interior (wcs, etc) -> contínua
Condensação interior -> Influenciada pela temperatura ambiente exterior e baixa ventilação natural.

Imagem de perfil

De Descontos a 26.09.2016 às 07:45

Obrigada pelo comentário muito informativo.
Com efeito, eu sempre pensei que fosse infiltração pelo exterior. Porém, a empreiteiro, depois de avaliar a situação concluiu pela condensação e com efeito eu não costumo ventilar a casa.
Este ano - especialmente a partir do verão - tenho tentado mudar isso. Vamos a ver se tenho melhorias, durante este inverno.

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Comentários recentes

  • Mim

    Esta receita é boa 😊https://www.casalmisterio.com/...

  • Anónimo

    Obrigado Cristina...eu também tinha na ideia que a...

  • Descontos

    Nop...esqueça o tahine... deixe isso para a versão...

  • Anónimo

    Ai o humus.... hà poucos dias tinhas escrito a rec...

  • Descontos

    LoLEsqueci-me de comentar sobre um problema comum:...




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D