Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Antes de mais, advirto que não tenho conhecimentos de química. Estes são os produtos que EU utilizo, depois de tomar uma decisão que considerei ser suficientemente informada. 

 

Como já referi em ocasiões anteriores, eu preciso da "ciência" por detrás destas formulas que circulam na internet e por isso procurei estudos publicados em revistas científicas.

Aqui ficam as minhas conclusões, sobre o que li:

 

Vinagre e sumo de limão

As propriedades antimicrobianas do vinagre (maiores neste) e sumo de limão são associadas com o seu teor de ácido cítrico e ácido acético, respectivamente. As utilizações com água quente aumentam as suas propriedades antimicrobianas.

Não se devem misturar com lixívia devido ao risco de gazes tóxicos.

 

Bicarbonato de sódio

Tem propriedades antifungicidas, associadas ao que pode ou não florescer num PH baixo. Há um estudo que aponta como um ingrediente possível para a limpeza de superfícies na cozinha.

É excelente para amolecer produtos queimados em tachos.

 

Panos microfibras

Não possuem propriedades antimicrobianas, mas são eficazes na limpeza. Porém, há que ter cuidado para não contaminar (panos sujos não limpam, sujam). Há cuidados a ter com a sua lavagem: por exemplo, não utilizar amaciadores da roupa ou lixívia.

As microfibras são um problema ambiental:

- ao lavarmos os panos, estamos a libertar microfibras(microplásticos) para os oceanos;

- quase todos são não biodegradáveis.

 

Álcool

Ainda estou a estudar este ingrediente: por um lado tem propriedades antimicrobianas, por outro, são limitadas e de curta duração. Porém, é bom em gorduras e o facto de evaporar, ajuda na secagem.

 

Água oxigenada

É a melhor a limpar germes, um excelente fungicida, mas não é um ingrediente "estável" para ser utilizado em diferentes embalagens (por exemplo um vaporizador).

Não encontrei informações informações sobre a segurança deste ingrediente para superfícies delicadas embora, pessoalmente, não tenha problemas em utilizá-la em cerâmicas, louças sanitárias e até na limpeza de bolor em paredes e tectos (diluída em água). Os fabricantes recomendam-na como agente de limpeza de tecidos. 

Não encontrei informações sobre a proporção ideal de diluição, para que não perca a sua eficácia.

Basicamente, neste momento, penso na água oxigenada como uma espécie de lixívia, mas não utilizo nas pedras ou madeiras.

Se, por exemplo, estiver a cortar carnes cruas, depois lavo a banca (inox) com água oxigenada ou lixívia.

 

 

Sugestões de leitura:

Effectiveness of Alternative Antimicrobial Agents for Disinfection of Hard Surfaces

Hard surface cleaning performance of six alternative household cleaners under laboratory conditions

Functional Properties of Vinegar (acesso limitado)

The effectiveness of three home products in cleaning and disinfection of Staphylococcus aureus and Escherichia coli on home environmental surfaces (acesso limitado)

Efficacy of antimicrobials for the disinfection of pathogen contaminated green bell pepper and of consumer cleaning methods for the decontamination of knives (acesso limitado)

 

 

DETERGENTE PARA GRANITO E MÁRMORE (e outras superfícies mais delicadas)

1/4 copo de álcool

1/2 L de água

1 c.(chá) de líquido da louça

 

Vi esta receita na internet, mas confesso que agora não encontro a minha fonte (encontrei dezenas de páginas com o mesmo). 

Basicamente é o detergente que utilizo em superfícies que em que não convém utilizar produtos corrosivos/ácidos, como é o balcão da cozinha em granito e o tampo do lavatório, em mármore, da casa de banho. 

O álcool (ou vodka) serve como agente desinfectante e o líquido da louça serve como desengordurante. 

 

Na cozinha, utilizo em quase todas as superfícies, desde o laminado, à madeira, e ao inox.

 

DETERGENTE PARA O CHÃO DE CERÂMICA (sem lixívia)

Meio balde de água

vinagre de limpeza (+- o equivalente a duas chávena de café)

detergente da louça (+- o equivalente a uma colher de café)

 

DETERGENTE PARA O CHÃO DE CERÂMICA e LOUÇAS SANITÁRIAS (com lixívia ou água oxigenada)

Meio balde de água

lixívia ou água oxigenada (+- o equivalente a duas chávena de café)

detergente da louça (+- o equivalente a uma colher de café)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não sei quanto a vós, mas o meu guarda-roupa não está preparado para ondas de calor. Sou muito friorenta e por isso, mesmo quando está quente, não prescindo de uma manguinha, mesmo que curta. 

 

Dito isto, com temperaturas acima dos 30 graus, quanto menos tecido, melhor. 

 

Por isso, andei atrás dos meus tops e descobri que este não me servia. Ou ele encolheu, ou eu alarguei... uma das duas.

IMG_20180824_144055_492.jpg

Mas como estive a transformar umas leggins da minha mãe em calções (o calor...), tinha o tecido perfeito para aumentar a largura da camisola.

IMG_20180824_144113_619.jpg

Acertei para ficar com dois paineis de tecido.

IMG_20180824_144339_456.jpg

Aproveitei a baínha dos leggins, mas os painéis eram curtos para a camisola pelo que aproveitei umas tiras para criar um aumento.

 

IMG_20180824_145033_978.jpg

IMG_20180824_145409_020.jpg

Cortei as laterais do top, mantendo a curvatura. Depois, foi só cortar o excesso e fechar com um ponto zig zag.

IMG_20180824_150430_616.jpg

IMG_20180824_153317_141.jpg

 Finalmente, um pequeno apontamento de ligação, que ficará muito melhor assim que lavar e a malha começar a enrolar. Ou assim eu espero.

IMG_20180824_155144_130.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como devem imaginar, para conseguir comprar livros muito baratos em lojas solidárias, frequentemente tenho de fazer concessões quanto ao estado dos livros. Aliás, quanto mais danificado, mais barato o consigo comprar.

 

Por exemplo, este exemplar estava num conjunto de livros de bolso que comprei por cerca de €0.25/cada.

DSCF4025.JPG

Peguei num bloco de notas com cartão de grossura aproximada e cortei um canto (pela linha vermelha).

DSCF4026 (2).JPG

 Depois, foi só alinhar o canto com a capa e aplicar um pouco de fita cola. Nada mais simples.

DSCF4028.JPG

A capa fica assim reforçada com uma intervenção mínima e nem ficou com mau aspecto.

DSCF4027.JPG

E provavelmente sou menina para imprimir uma capa destinada a ser o isco das jovens leitoras que passam cá por casa.   

Na verdade, eu detesto capas com a versão Karloff do Frankenstein (manias de leitora).

Até lá... fico a babar com estas:

Book Jacket-Frankenstein by InYuJi 

 

Frankenstein Book Cover by bscat

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje, ultrapassei mais uma barreira psicológica na minha aprendizagem de costura: virar o colarinho de uma camisa. Cresci numa casa em que era um hábito, mas a verdade é que nessa fase, nunca quis aprender tais artes. 

 

 

 

Acreditem que foi uma das coisas mais fáceis que fiz. É incrível como muitas tarefas que imaginei complicadas eram tão simples como 1, 2, 3.

 

1.

Descoser o colarinho pela linha indicada a vermelho.

Com cuidado para não cortar o tecido. 

1 (233).JPG

2. 

Virar o colarinho.

2 (126).JPG

2.

Voltar a coser o colarinho, agora do avesso. 

3 (72).JPG

E aqui está o resultado: uma camisa como nova.

4 (50).JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Setembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Comentários recentes

  • Sara Costa

    Faço igual e caixas também. Tenho imensas!

  • Anónimo

    Como reutiliza? Usa para reenviar?

  • Home Sweet Home

    e o retrato de uma economia micro sim mas sustentá...

  • Manuel Santos

    É de facto uma gasolina extra, no que toca à quali...

  • Anónimo

    É de facto uma gasolina extra, no que toca à quali...



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D