Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



E com os €15.00 que acumulei, comprei:

 

2 abrilhantadores Fairy - 2 x €0.49 (invoco em minha defesa que comprei para a minha mãe, que insiste em usar; não é coisa que use desde a 1ª embalagem que comprei, nunca senti que resultasse numa real vantagem).

 

1 champô Herbal Essences - €1.34 (para doar a familiares)

 

6 estojos Popota - €1.50 (para doar)

 

Fiquei com €12.00 em cartão

 

Ou seja, €20.90 - €12.00 = €8.90 (o que efectivamente gastei no total das compras)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É quase um cliché, esta coisa de fazer reflexões de fim de ano. Mas este final de ano coincide com um ano do blog e o balanço impõe-se. Julgo que muitas/os de vós partilham a mesma conclusão: foi um ano difícil. No meu caso, foi um ano difícil, mas poderia ter sido pior.

 

Para mim, foi um ano de aprendizagem e de sucessos pessoais. Considero este blog o ponto alto de todo o meu ano, pelo que aprendi e pelo que atingi em termos de objectivos.

 

Com efeito, sou a orgulhosa proprietária de um cartão de crédito com zero de crédito a pagar. O segundo cartão de crédito foi eliminado. O crédito pessoal é menor que o meu fundo de emergência e pouco mais que uma mensalidade do meu salário. Optei por pagar pontualmente o crédito em vez de o liquidar com as poupanças. Se bem se recordam, o meu soalho está a gritar por socorro e este inverno (que mal começou) já evidenciou que o telhado já não sobrevive mais um ano. Por isso, todas as poupanças serão alocadas a essas grandes despesas.

 

Tem igualmente sido a minha prioridade nº1 eliminar toda e qualquer dívida pessoal que possa constituir uma responsabilidade acrescida numa situação de desemprego.

 

Por isso, quando poupo, faço-o intencionalmente. Claro está que me encontro numa situação privilegiada em relação a muitas família, sei-o bem.

 

E a minha pergunta fica: depois de um ano a aprender a comprar melhor, conseguiram poupar? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando me propus iniciar o registo do orçamento familiar fi-lo numa perspectiva de auto-responsabilização, como amplamente expliquei em textos anteriores. De igual modo, sistematicamente avisei que o registo era do MEU orçamento tendo em conta a minha realidade e que, de modo algum pretendia ser uma referência para terceiros.

 

Nas últimas semanas não tenho publicado o registo por várias razões. Primeiro ocorreu que houve semanas em que nem tive gastos, depois, fiquei a tentar perceber como fazer o registo quando tinha €150.00 no cartão em resultado de uma promoção com 100% de desconto. Depois utilizei (e obtive) crédito em cartão com itens que são extra-orçamento...

 

Na semana passada, voltei a não comprar nada porque estou a gastar o meu inventário de produtos, em especial os congelados.

 

Enquanto reflectia sobre como instituir um novo processo de registo de gastos, que tivesse em consideração tudo o supra referenciado, questionei-te sobre a pertinência de continuar com a publicação do mesmo:
- benefícios para mim;
- benefícios para quem lê;
- tipo de discussões que motiva.

 

Em suma, ponderados os diversos pontos, não posso deixar de concluir que a na verdade as publicações do orçamento familiar continuam a ser um processo de auto-responsabilização, que em muito me beneficia e que pouco contribuirá para quem lê.

 

As publicações do orçamento familiar têm sido o mais forte instrumento das minhas poupanças, não só porque me "obriga" a ser consistente no registo mas porque esse me faz repensar os gastos feitos e melhor avaliar as minhas reais necessidades.

 

Por isso, peço imensa desculpa (pelo acréscimo nas publicações) a quem não veja nisso interesse, mas necessito continuar as publicações do meu orçamento, embora com nova metodologia ainda em fase de reflexão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem chegou à pouco tempo, achará o tópico estranho: publicidade? E depois... sim, sim, está ali ao lado a piscar. Mas quem lê este blog há mais tempo, não se surpreenderá a minha necessidade de abordar a questão de forma mais solene. Este blog também é vosso.

 

Desde o dia 1 que o Descontos tem publicidade que está perfeitamente identificada como tal, na barra central. Mas se bem se recordam (ou podem revisitar os posts) têm existido diversos contactos no sentido de incluir publicidade no blog, uns desonestos, outros hilariantes de tão ridículos e outros sérios mas que não aceitei. 

 

Mas também houve publicidade que foi incluída enquanto informação que nos interessava, como por exemplo, da Jonhson´s ou da Dyrup. Ou melhor, eles achavam que estavam a fazer publicidade enviando-me a informação e eu aproveitava o que nos interessava. Não recebi qualquer contrapartida por isso e aceitei a informação de bom grado partilhando-a convosco. Outra informação chegou pela mesma fonte que não era da área do Descontos e por isso não publiquei. 

 

Tem sido sempre assim. Eu filtro a informação, não a fonte. Se as empresas, directamente ou através de outras que contratam, nos querem fazer chegar informação que nos interessa, eu agradeço. Fazem isso todos os dias enviando newsletters aos clientes, porque não ao Descontos?

 

Até à data, nunca aceitei qualquer forma de publicidade que não respeitasse os princípios de transparência e integridade que sempre foram basilares no blog. Não irei começar agora. Por isso, até há data nunca aceitei nenhuma das propostas.

 

Tenho regras várias para a publicidade aqui, sabiam? Uma das regras é que qualquer publicidade está sujeita a nossa avaliação e claro, comparações com outras ofertas (comparar, comparar, comparar), não há limites a comentários excepto as moderações habituais que tenho feito e que se relacionam com a forma como as opiniões são veiculadas (respeito pelas outras pessoas e linguagem não ofensiva). Quem é da casa, sabe que é assim.

 

O que mudou? Para já nada. Ainda hoje tive de recusar mais uma oferta por não me sentir confortável em incluir um post com publicidade no blog. Um post sério, por uma empresa que quem sou consumidora e que iria ser perfeitamente identificado como publicidade. Aliás, é tanto do nosso interesse que, apesar de ter recusado o post pago, é bastante provável que faça um post sobre o tópico precisamente porque nos interessará. 

 

Mas um dia acontecerá. Estará perfeitamente identificado enquanto tal, como sempre prometi. Não foi que o post não fosse legítimo ou fora dos nossos interesses, mas não me senti confortável em fazê-lo antes de falar convosco.

 

Este blog sempre esteve ligado ao verbo poupar, pelas razões que explanei aqui e aqui. Hoje, vejo-o também como uma potencial fonte de rendimentos. Não é um emprego, mas para quem passou a manhã a usar Xylophene no soalho da casa, pode ser parte de um soalho novo.

 

Mas não se têm de preocupar. Já recusei outros soalhos antes. A transparência, independência e seriedade deste blog não correm riscos. Mas em vez dos anúncios que existem agora, que surgem aleatoriamente, poderão também existir alguns escolhidos por mim. 

 

Felizes por mim ou preocupadas/os?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Comentários recentes

  • Descontos

    Ricardo, neste tipo de lojas, tem que ir lá passan...

  • Ricardo_A

    Quem mora junto à fronteira já consegue poupar ent...

  • Ricardo_A

    Já fui a duas, aqui perto, doar roupa, aproveitand...

  • Descontos

    Sim, ainda hoje atestei o depósito e foram quase €...

  • Descontos

    Olá OvelhaOstra,considerando que é uma poupança an...




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D