Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não sei quanto a vós, mas o meu guarda-roupa não está preparado para ondas de calor. Sou muito friorenta e por isso, mesmo quando está quente, não prescindo de uma manguinha, mesmo que curta. 

 

Dito isto, com temperaturas acima dos 30 graus, quanto menos tecido, melhor. 

 

Por isso, andei atrás dos meus tops e descobri que este não me servia. Ou ele encolheu, ou eu alarguei... uma das duas.

IMG_20180824_144055_492.jpg

Mas como estive a transformar umas leggins da minha mãe em calções (o calor...), tinha o tecido perfeito para aumentar a largura da camisola.

IMG_20180824_144113_619.jpg

Acertei para ficar com dois paineis de tecido.

IMG_20180824_144339_456.jpg

Aproveitei a baínha dos leggins, mas os painéis eram curtos para a camisola pelo que aproveitei umas tiras para criar um aumento.

 

IMG_20180824_145033_978.jpg

IMG_20180824_145409_020.jpg

Cortei as laterais do top, mantendo a curvatura. Depois, foi só cortar o excesso e fechar com um ponto zig zag.

IMG_20180824_150430_616.jpg

IMG_20180824_153317_141.jpg

 Finalmente, um pequeno apontamento de ligação, que ficará muito melhor assim que lavar e a malha começar a enrolar. Ou assim eu espero.

IMG_20180824_155144_130.jpg


Curtas

21.08.18

1.

IMG_20180821_185625_986 (2).jpg

É verdade que não me consigo controlar, mas pelo menos os meus 4 livros ficaram mais baratos que um maço de cigarros (€2.00).

 

2.

Joguei no euromilhões. Dinheiro mal empregue. Dava para 5 livros.

Acertei em 1 número, 1 letra e 2 números ao lado.  

Felizmente não ficou tudo perdido, porque registei-o nos Bombeiros Voluntários da minha zona. É uma forma de ajudar que não custa dinheiro.

 

3.

A minha mãe colocou feijão frade, a mais, de molho e eu fiz disso mais 2 refeições (uma delas está num frasco, no congelador). 

#desperdíciozero

 

4.

Vi um caixote de manuais escolares numa loja solidária. Um local que não me tinha ocorrido para manuais escolares. 

 

5.

Percebi que o meu guarda-roupa não está apetrechado para ondas de calor. 

Tops sem mangas são algo relativamente fácil e costurar e por isso preparo-me para costurar o meu vestuário. Julgo já estar pronta para isto.

1 (367).jpg2 (170).JPG

Hoje, ultrapassei mais uma barreira psicológica na minha aprendizagem de costura: virar o colarinho de uma camisa. Cresci numa casa em que era um hábito, mas a verdade é que nessa fase, nunca quis aprender tais artes. 

 

 

 

Acreditem que foi uma das coisas mais fáceis que fiz. É incrível como muitas tarefas que imaginei complicadas eram tão simples como 1, 2, 3.

 

1.

Descoser o colarinho pela linha indicada a vermelho.

Com cuidado para não cortar o tecido. 

1 (233).JPG

2. 

Virar o colarinho.

2 (126).JPG

2.

Voltar a coser o colarinho, agora do avesso. 

3 (72).JPG

E aqui está o resultado: uma camisa como nova.

4 (50).JPG

Actualmente, procuro controlar os meus impulsos de aquisição. Para isso, tem ajudado uma maior consciência ambiental sobre o impacto do que consumo. 

 

Ou seja, eu penso nos impactos ambientais de fazer algodão > tento não comprar tecidos + utilizar o que tenho + comprar materiais usados = poupo uma pipa de dinheiro. 

 

Não acreditam que eu tenho um problema? Conhecem Robert Kaufman? Desenha tecidos. Eu nem uma costura em dinha recta consigo fazer, mas conheço os designers de tecido por nome. Yep! É isto. 

 

 

 

Essa consciência (dos custos ambientais e do meu problema) leva-me a querer ser mais utilitária no que faço > não faço para enfeitar, mas para usar. Isso não se aplica às minhas sobrinhas, aí é uma desgraceira. 

 

Tento gastar o que tenho. Herdei sacos e sacos de retalhos da minha mãe e tenho feito encetado redobrados para lhes dar utilidade e diminuir o espaço que actualmente ocupam na minha casa.

 

Tento investir nos meus passatempos como forma de poupança. Quando consigo transformar os meus passatempos em roupa para vestir, arte para remendar e presentes caseiros, eu consigo poupar IMENSO dinheiro. 

 

Actualmente, eu gasto menos de €50/ano em vesturário para mim. 

Como o meu guarda-roupa é minimalista e não sigo tendências de moda, gasto muito pouco (apenas para substituir peças estragadas/desgastadas).

 

Por isso, tenho investido o meu tempo (porque materiais já tenho) num passatempo bastante rentável: costurar.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Janeiro 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Comentários recentes

  • Ricardo_A

    Uma açorda alentejana (sopa) é uma boa solução par...

  • Descontos

    Eu já consegui, mas deixaram de deixar acumular.

  • Descontos

    Concordo.

  • Sofia

    Nada a agradecer E para quem ainda consegue com a...

  • Maria

    Não conhecia a expressão. A ver se os meus miúdos ...



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D