Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Eco Poupança

17.04.18

IMG_20180415_105250_383.jpg 

Estou a usar uma "eco.agenda 2013" que encontrei na casa dos meus pais, como rascunho. 

 

Há cerca de 1 ano deixei permitir que as miúdas gastassem papel novo para as brincadeiras (muitas acabavam no papelão). Agora têm duas gavetas de papel de rascunho diverso, inclusivé restos de agendas, ou papel de rascunho com formulários, que trouxe do trabalho e que elas adoram.

 

Continuo a utilizar as minhas toalhitas. Já não me imagino sem elas.

Menos madeira, menos papel, menos negócio para empresas de celulose que poluem os nossos rios impunemente.

 

E também menos água.

Continuo a aproveitar a água das chuvas para o autoclismo e, felizmente, temos tido bastante água para isso. Mas também água dos duches, de lavar legumes ou de lavar uma malha à mão.

 

 

Não podemos continuar a comportar-nos como se os recursos fossem ilimitados. Não são,  por isso o melhor é criarmos novos hábitos de consumo.

 

É tudo uma questão de adaptação.

Quando começarem a fazer cortes de água, como já acontece em vários países, quem acham que terá mais facilidade de adaptação? Quem já aprendeu a ter pouco, ou quem nunca soube fazer com menos? 

 

Alterado para correcção de erro ortográfico. (Obrigada, Diana)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou a ler um livro chamado "A história das coisas" e acreditem que o capítulo sobre a produção do papel é verdadeiramente assustador. Só para ficarem com uma ideia: soda cáustica, cloro, mercúrio, tolueno, tintas à base de petróleo... 

 

Já repararam no desperdício de papel que são os actuais folhetos? Passaram de quinzenais, a semanais e agora até se dão ao luxo de publicar novos folhetos ao fim-de-semana, que praticamente repetem as promoções semanais. Não faz sentido. 

i005145-1

A minha caixa de correio tem um autocolante que faz com que não receba folhetos, o que poderá explicar que só tenha descoberto agora, algo que sabem há muito. Se assim for, peço desculpa.

Mas, na casa dos meus pais, reparei que o folheto do Jumbo parecia ser feito de papel reciclado, e ainda tinha indicação de certificação PEFC (gestão florestal responsável). 

 

Um bom exemplo, a seguir.

DSCF1036

Autoria e outros dados (tags, etc)

(Antes que apareçam os mosquitos do costume... Não! Se não tem a palavra publicidade, não é!)

 

Desde que decidi alterar alguns hábitos de consumo de vestuário, procurei que as (poucas) novas aquisições fossem mais sustentáveis.

 

Além de adquirir roupa usada, tenho procurado comprar algodão biológico/orgânico.

 

Eu sei que é algodão biológico quando tem certificação GOTSque, de acordo com a minha pesquisa, é a atribuída pela principal entidade certificadoras a nível mundial. 

 

blog_Logo_GOTS.jpg

 

A certificação ocorre desde a produção (agricultura biológica) ao embalamento.

 

Quando penso (e escolho) algodão biológico, o que me vem à mente é sempre o impacto ambiental da não utilização de pesticidas tóxicos e do tratamento de águas nas regiões de cultura do algodão. Apenas isso seria tremendo. 

 

O que significa ser algodão biológico?

 

- Todos os produtos químicos (por exemplo corantes) têm requisitos básicos de toxicidade e biodegradabilidade / eliminabilidade;
 - Proibição de químicos tais como metais pesados ​​tóxicos, formaldeído, solventes aromáticos, nanopartículas funcionais, organismos geneticamente modificados (OGM) e suas enzimas;
- Os branqueadores devem ser baseados em oxigênio (não cloro branqueamento);
- Os corantes azóicos que libertam compostos cancerígenos são proibidos;
- Métodos de impressão usando solventes aromáticos, ftalatos e PVC são proibidos;
- Restrições nos acessórios (por exemplo, não é permitido PVC, níquel ou cromo);
- Todos os operadores devem ter uma política ambiental incluindo metas e procedimentos para minimizar o desperdício e as descargas;
- As unidades de processamento húmidas devem manter registos completos do uso de produtos químicos, energia, consumo de água e tratamento de águas residuais, incluindo a eliminação de lamas;
- As águas residuais de todas as unidades de tratamento húmidas devem ser tratadas numa estação de tratamento de águas residuais funcionais;
- O material de embalagem não deve conter PVC. Papel ou cartão usado em material de embalagem, etiquetas de pendurar, balanço tags etc devem ser reciclados.

 

E tudo isto, a propósito de constatar que os preços não estão assim tão altos e a variedade é cada vez maior. Hoje vi, na C&A, duas camisolas básicas por menos de €11 (as duas).

Autoria e outros dados (tags, etc)

No dia 29/12/2015 eu publiquei os meus planos para 2016. Um dos objectivos era não comprar água engarrafada. 

5233546650_e1d6866282_q.jpg

 

Imagem: Steven Depolo

 

Francamente, de todas, pensei que fosse a tarefa mais simples. Porém, a verdade é que o braço é mais rápido que a mente e a mente ainda não está habituada a fazer outra opção. 

 

Em casa, não tive qualquer problema em implementar a decisão. Comprei uns garrafões quando houve um alerta de corte de água municipal e quando este não se concretizou, fui doar os garrafões aos bombeiros locais (foi no verão).

 

Já na restauração, não é fácil. Frequentemente é a única opção, se desejamos beber água e costumam ser o que dão em menus. Confesso que, as vezes em que bebi nem foram escolha, foram inércia - nem me lembrei de que não era suposto beber de garrafas de plástico. 

 

Porém, também é verdade que também não foram assim tantas as vezes, no decurso destes 10 meses. 

 

Se utilizar como referência a média de consumo de água por habitante, que deverá rondar os 112 litros por ano (dados aqui), então fica claro, para mim, que realmente a minha mudança de hábitos teve um impacto positivo no número de embalagens que não consumi. 

5233546650_e1d6866282_q.jpg

 

Uma dica da DECO

Se a água da torneira souber a cloro, agite-a e deixe-a arejar algumas horas num jarro no frigorífico, ou junte-lhe algumas gotas de limão.  

Não se justifica gastar dinheiro com filtros de água: em Portugal, a qualidade da água da torneira é boa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Comentários recentes

  • Descontos

    Ricardo, neste tipo de lojas, tem que ir lá passan...

  • Ricardo_A

    Quem mora junto à fronteira já consegue poupar ent...

  • Ricardo_A

    Já fui a duas, aqui perto, doar roupa, aproveitand...

  • Descontos

    Sim, ainda hoje atestei o depósito e foram quase €...

  • Descontos

    Olá OvelhaOstra,considerando que é uma poupança an...




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D