Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



geetanjal-khanna-81242-unsplash

Photo by Geetanjal Khanna on Unsplash

 

Eu sei que chove imenso e que falar em poupar água pode parecer inútil, mas acredito em poupar na abundância, para ter na escassez. 

 

Nas últimas semanas, tenho tentado ser bastante mais intencional na minha poupança de água, em especial na água que gasto para o autoclismo, que é aquela que me custa gastar, por ser  água potável para desperdícios

 

Como só tinha um balde na casa de banho (não tenho mais espaço), coloquei outro no pátio, para captar água da chuva.

 

Se vazio, também aí vou despejando outras águas:

- de lavar peças à mão (frequente no inverno, porque lavo muitas lãs à mão);

- de lavar frutas e legumes;

- banhos e duches.

 

Pode parecer pouco, mas já verifiquei que encho um balde quase na totalidade, só com a água de lavagem de uma alface.

 

Com estas estratégias e um maior cuidado, já consegui ter dias completos sem carregar no botão do autoclismo, recorrendo apenas a água reaproveitada. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E depois de anos e anos de avisos dos cientistas, aqui chegamos. Estamos em finais de Novembro a falar de seca e de transporte de água potável às populações, por camiões cisterna.

 

Estou a poupar toda a água que posso, na cozinha e na casa de banho.

- Eu fecho sempre as torneiras quando não as estou a utilizar.

 

- A água, com que lavei as garrafas e jarros foram para o balde, para aproveitar para o autoclismo. 

- Uso um copo para lavar os dentes.

- Ainda não tenho usado um copo grande, para aparar a água fria, que se perde, até sair a quente. Mas aproveito para o balde, a água fria que sai no início do duche.

- Tomo duche na banheira, com o ralo fechado, e uso a água para o autoclismo.

- Lavei toda a roupa escura na minha (mini) máquina da roupa, que me permite aproveitar a água para o autoclismo.

- Raramente lavo pátios e só com água aproveitada.

- No balde para lavar o chão com a esfregona, tenho o cuidado de usar apenas a água necessária.

- Durante a noite, nunca puxo o autoclismo para o chichi.  

- Eu uso um redutor de caudal na torneira da casa de banho.

1123604_C

 

Ainda sobre a minha poupança de água:

Poupança de água - aproveitar até os mais estranhos hábitos

Quero falar de presentes, ou melhor, de um presente

Autoria e outros dados (tags, etc)

willem-karssenberg-20038

 Willem Karssenberg

 

Não compro água engarrafada.

 

Aproveito toda a água que posso para a sanita, que considero o mais aberrante desperdício de água potável:

- tenho um balde na casa de banho, para aproveitar águas do duche, que depois utilizo para a sanita;

- tenho um copo grande na casa de banho, para aproveitar a água demasiado fria para lavar a cara ou os dentes (no inverno); despejo o copo de água no balde de água para a sanita;

- tenho uma bacia na pia da cozinha para aproveitar a água de lavar frescos;

- quando utilizo a minha máquina de lavar roupa portátil, aproveito as águas para a sanita.

 

Raramente tomo banho de imersão (menos de 1 por mês).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

No dia 29/12/2015 eu publiquei os meus planos para 2016. Um dos objectivos era não comprar água engarrafada. 

5233546650_e1d6866282_q.jpg

 

Imagem: Steven Depolo

 

Francamente, de todas, pensei que fosse a tarefa mais simples. Porém, a verdade é que o braço é mais rápido que a mente e a mente ainda não está habituada a fazer outra opção. 

 

Em casa, não tive qualquer problema em implementar a decisão. Comprei uns garrafões quando houve um alerta de corte de água municipal e quando este não se concretizou, fui doar os garrafões aos bombeiros locais (foi no verão).

 

Já na restauração, não é fácil. Frequentemente é a única opção, se desejamos beber água e costumam ser o que dão em menus. Confesso que, as vezes em que bebi nem foram escolha, foram inércia - nem me lembrei de que não era suposto beber de garrafas de plástico. 

 

Porém, também é verdade que também não foram assim tantas as vezes, no decurso destes 10 meses. 

 

Se utilizar como referência a média de consumo de água por habitante, que deverá rondar os 112 litros por ano (dados aqui), então fica claro, para mim, que realmente a minha mudança de hábitos teve um impacto positivo no número de embalagens que não consumi. 

5233546650_e1d6866282_q.jpg

 

Uma dica da DECO

Se a água da torneira souber a cloro, agite-a e deixe-a arejar algumas horas num jarro no frigorífico, ou junte-lhe algumas gotas de limão.  

Não se justifica gastar dinheiro com filtros de água: em Portugal, a qualidade da água da torneira é boa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Abril 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


Comentários recentes

  • Descontos

    Que vergonha!!!!! Obrigada!

  • Anónimo

    Profecia... Aposto que foi o corrector

  • Anónimo

    e agora tb doce de leite da nestlé

  • Anónimo

    Já eu sou uma apaixonada pelo o doce de leite ;) N...

  • Lurdes

    Comprei hoje no Continente.



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D