Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Gostei muito do texto da Fátima Bento em "Este Natal só damos presentes às crianças", e outras barbaridades afins. O argumento é muito válido, mas sinceramente não acredito que haja muitas pessoas a só dar presentes às crianças, quando tem no seu orçamento um IPhone7. 

 

Na verdade, há muitas famílias que optam por comprar presentes apenas para as crianças, porque o seu orçamento é demasiado pequeno para despesas extras e têm de fazer (difíceis) escolhas. Optar por não comprar presentes entre adultos, como alternativa a um esforço financeiro que não podem/devem fazer, é perfeitamente legítimo. 

Embora considere o argumento da Fátima muito válido, também é verdade que os adultos têm outros mecanismos de defesa para lidar com as frustrações associadas às dificuldades económicas.

 

Eu acrescentaria às barbaridades outras frases como:

 

Para dar isto, mais valia nem dar nada.

Andar a procurar promoções, em vez do presente ideal para aquela pessoa, é não ter espírito de natal. 

 

Não é vergonha nenhuma tentar poupar com presentes de Natal. A troca de presentes é uma prática social como desejar os parabéns num dia de aniversário, ou ir a um funeral. São práticas que reforçam laços sociais e que não têm de ser associados a sinais exteriores de riqueza. Na verdade, nem têm de ser associadas a dinheiro.

Se aquilo que podem dar é apenas uma "lembrança", recordem-se que é mesmo uma daquelas situações em que se aplica o velho adágio "o que conta é a intenção". Se a vossa intenção é dar um pequeno prazer a alguém e se acharam que o que adquiriram o conseguiria, esse o objectivo de trocar presentes de natal.

 

 

Poderá acontecer a pessoa não gostar, mas isso pode acontecer, com mais ou menos dinheiro e, por vezes, diz mais da pessoa que recebe do que a que dá. Eu até já recebi um after shave, de uma avó...

 

Quanto ao esforço de procurar comprar o mais/melhor possível pelo menos preço possível é, na verdade, um acto de inteligência.

Ou acham que os mais inteligentes são os que vão comprar um brinquedo 3 dias antes do Natal, quando o poderiam ter comprado 20 dias antes por metade do preço?

Não será essa teimosia, em não comprar em promoção, simplesmente uma forma de exteriorizar riqueza (que até poderá não existir - Promoções e cupões é para pobres)?

 

Em suma, não têm de se sentir envergonhadas/os se os vossos recursos financeiros só permitem uma prendinha para as crianças, uma lembrancinha, ou vos obriga a um esforço de encontrar o que desejam em promoção.  Muito pior seria passarem este período angustiadas/os com o que gastaram, por vos fazer falta para outras despesas.

Tags:


17 comentários

Imagem de perfil

De Maria a 14.12.2016 às 12:14

Por cá fazemos troca de prendas entre os adultos (somos 7), a brincadeira está em tentar descobrir quem é o amigo secreto de quem.
Já nos aniversários também optámos por cada um dar 10€, reunimos assim 60€ para presentear o aniversariante, que tem direito a uma prenda melhor.

Mas o Natal não deveria ser associado a prendas e a consumismo...
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 14.12.2016 às 12:29

Não consigo concordar, Maria. Tenho quase-quase meio século de vida e nunca conheci o Natal de outra maneira...

Temos 364 dias por ano para praticar o minimalismo, o despojamento, o altruísmo, e tudo isso... no Natal trocamos presentes/inhos. Mostramos a quem nos está perto que gostamos sob a forma de algo palpável. Mesmo simbólico, mesmo pequenino!

B'jinhos
Imagem de perfil

De Maria a 14.12.2016 às 12:33

Não concordo, mas nem todos temos de ter os mesmos objectivos e ver o mundo da mesma forma.
Já que escreveu aqui Fátima, tentei ver a publicação original que no seu blog e não consigo entrar, dá erro
Imagem de perfil

De Maria a 14.12.2016 às 14:51

Fátima, não consigo mesmo (não sei se é mal do meu pc ou do link do blog).
Aliás, na área de subscrição do sapo consigo ver o inicio dos textos mas não acedo ao blog, dá este erro
While trying to retrieve the URL: http://porque_eu_posso.blogs.sapo.pt/este-natal-so-damos-presentes-as-140416

The following error was encountered:

Invalid URL
Some aspect of the requested URL is incorrect. Possible problems:

Missing or incorrect access protocol (should be `http://'' or similar)
Missing hostname
Illegal double-escape in the URL-Path
Illegal character in hostname; underscores are not allowed
Imagem de perfil

De Maria a 14.12.2016 às 14:52

ps: desculpe descontos por esta conversa paralela
Imagem de perfil

De Descontos a 14.12.2016 às 18:01

Desculpas porquê?
Eu gosto de conversas paralelas.
Realmente passa-se qualquer coisa porque, quando li o comentário fui clicar nos links e consegui. Mesmo aquele que copiou. Muito estranho.

Eu estou a utilizar o Chrome e a Maria?
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 14.12.2016 às 18:39

Se está a usar o edge ou o explorer pode ser por isso. Até agora só tinha queixas de leitores que não conseguiam fazer o login para comentar... com url' s nunca me tinha chegado nenhuma situação... vou confirmar com a equipa do sapo, a ser isso, tenho de fazer alteração no endereço do blogue, parece que os underscore ( _ ) entram em conflito... vou inteirar-me do assunto.
Obrigado pelo alerta e desculpas ao descontos pelo assunto paralelo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2016 às 20:53

abri os links todos por aqui

a Maria não terá uma preferência que bloqueia alguma coisa?

o meu fierefox bloqueia metade das coisas mas eu acabo por atinar...
Imagem de perfil

De Maria a 14.12.2016 às 21:34

Estava a aceder pelo crome, nem me lembrei de experimentar outros navegadores
Imagem de perfil

De Maria a 14.12.2016 às 21:36

No telemóvel já consigo, talvez seja algum bloqueio da rede pela qual estou a aceder no trabalho ( se bem que nunca me apercebi de ter bloqueios noutros sites)
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 14.12.2016 às 22:02

Mas o chrome é o que eu uso... e alegadamente é compatível com os underscores do endereço...
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 14.12.2016 às 12:18

Obrigado pela menção!

Quando referi um IPhone 7, estava a fazer uma hipérbole - embora, por impossível que soe, vá haver quem só dá UM presente, ao filho ou neto, e que vai ser esse - quem anda diariamente de transportes públicos ouve cada coisa que até dá vontade de chorar.
Mas era mesmo suposto ser um exagero.Também sugeri substituir a Zara pela Primark, a Barbie pela boneca-sem-nome, a Chicco pela marca branca... só não falei ainda dos presentes que podemos fazer, porque estou a preparar o tema noutro post.

E concordo plenamente com as barbaridades que refere como tal. E a primeira é fruto precisamente do que refiro.

Não é o que se dá: é o dar.
A todos.
Até podem ser três bolachas num celofane, laçarote de cada lado, tipo rebuçado, e depois embrulhado para presente.
Quem recebeu não gostou? Temos pena...

Mais uma vez, obrigado.

B'jinhos
Sem imagem de perfil

De Família Numerosa a 15.12.2016 às 13:15

Com criatividade, boa vontade, imaginação e principalmente para o espírito natalicio se manter todos presentes devem receber. E já agora não arruinem a magia do Natal ao levarem as crianças à loja para o presente escolherem, ou deixarem abrir os presentes antes do dia... Porque o Pai Natal deve existir para todos... e a magia e a alegria desta quadra nunca deve ser perdida...
Sem imagem de perfil

De C a 30.12.2016 às 14:12

Infelizmente essa prática de dar presentes só às crianças está a criar raízes na sociedade. Em plena crise significava principalmente dificuldades económicas e ainda é sobretudo por dificuldades económicas.

Mas já assisti a casos em que era possível dar prendas também aos adultos, mas houve a opção por privilegiar as crianças. Também reparei que acontece sobretudo em famílias/grupos sociais onde as crianças são escassas. É como se só a existência e o poder brincar com a criança, educá-la, fosse um privilégio.

A reprodução da história do menino jesus, que recebeu as prendas dos reis magos e aos pais dele nada foi dado. Porque o menino Jesus é que era importante, era o príncipe prometido. A coisa torna-se tanto pior quanto essas crianças normalmente recebem tanto que já não apreciam nada, mas ainda assim a mentalidade persiste, com gente necessitada à volta sem nada receber.

Pessoalmente acho a maioria das pessoas tem hoje a possibilidade de comprar presentes sem gastar muito. Basta algum tempo e criatividade.

Podemos transformar uma abóbora em compota e oferecer isso, podemos fazer umas bolachas simples e também oferecer. Para embrulhar/conservar basta aproveitar embalagens, daquelas que vêm com os produtos dos hipers e que, muitas vezes acabam no lixo.

Com 1 euro já se consegue comprar uma caneca. Com 1,50€ uma caixa de bonbons. Etc.

Quando não tenho muitas ideias faço cabazes de natal, o valor é o que eu quiser, é só escolher o que adicionar. Vendem-se embalagens, cestos e afins, mas prefiro reutilizar as embalagens de cartão dos produtos que chegam a casa com o que compro na Net.
Imagem de perfil

De Descontos a 30.12.2016 às 14:34

Concordo.
Fica a dica: essa caneca com uns biscoitos caseiros e um plástico a embrulhar tudo com um laçadote.
;) Nhammm!
Imagem de perfil

De Descontos a 30.12.2016 às 14:34

Correcção: laçarote!

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Comentários recentes

  • marttokas

    Gostei de ter ver a cozinhar tofu! O prato ficou s...

  • Elsa

    Eh lá CristinaUma bolonhesa de lentilhas (com ou s...

  • Anónimo

    Obrigado pelas sugestões, agradaram-me.Lucia

  • Anónimo

    Fiquei curiosa em relação à maneira como a Cristin...

  • Anónimo

    Ai o delicatessen 😊




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D