Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para o Dia Mundial da Poupança uma estratégia de poupança de que ainda não havia falado: não comprar. Faço-o republicando um post de 2012.

 

Infelizmente regredi, no que respeita à restauração, mas pretendo atacar esse buraco nas minhas finanças pessoais.

 

 

Pode parecer ridículo que tenha chegado a esta conclusão apenas agora, mas a verdade é que há uma forma muito rápida de poupar dinheiro em coisas supérfluas (para quem tem esse problema): não o gastar. 

 

Claro que até aqui estão a pensar que entrei na hora da parvoíce. Mas eu refuto que não gastar também é uma arte e que pode ser aprendida, aprimorada e elevada ao mais alto nível. E, quem sabe, dar equivalência a um qualquer grau académico.

 

Cheguei à conclusão de que é importante não gastar, quando compreendi que mesmo os pequenos valores gastos determinam uma conta elevada no final do mês.

 

Dias sem compras

 

Ao ter atitude de evitar passear, durante a hora de almoço, pela zona comercial, ao evitar passear pelo shopping da cidade, eu consegui poupar muito dinheiro. Nos dias laborais, é raro não levar o almoço, a minha garrafa térmica e um lanche (tenho sempre umas bolachas na gaveta); desloco-me de casa para o trabalho e do trabalho para casa e como tal, os dias de gasto zero são bastante frequentes. No fim de semana, só saio quando preciso (mesmo).

 

Se sair, sei que há sempre um jornal ou revista que se compra, um acessório de cabelo giro (para a sobrinha) a que não consigo resistir, uma qualquer-coisa-porque-estava-barato.

 

Mas façamos as contas. Imaginem que apenas compro uma revista/jornal por semana, dois acessórios de cabelo num mês, um lanche na pastelaria por semana e um almoço por semana. Não parece muito pois não? 

 

(1,10 x 4) + (2 x 1,50) + (2,20 x 4) + (5,00 x 4) = €36.20

 

E sem almoços são só €16.20Mas com esse dinheiro posso comprar: 

 

6 pacotes de leite, 12 ovos, 2 frangos, 1/2 kg de pescada congelada, 2 latas de atum, 1 kg feijão branco, 1 kg de feijão frade, 1 kg de carapau fresco, 1 kg de bananas

 

Agora já parece muito, não é?

 

Mais, se esse dinheiro pode ser "investido" num momento de lazer mais interessante que ver montras.

 

 

Eliminar alguns produtos

 

Vivemos numa idade de consumismo e de competição desenfreada entre marcas. Recordo-me constantemente do fantástico texto da JonasNuts. Foi a partir dessa data que comecei a simplificar as coisas. Deixei de ser fiel a muitas marcas porque comecei a ser mais crítica em relação ao que comprava: pasta de dente é pasta de dentes. 

 

Por isso, fui eliminando alguns produtos e a valorizar a simplificação das coisas: a comida processada foi eliminada (lasanhas são feitas e congeladas por mim, o mesmo com pizzas). O detergente que uso para lavar a banca da cozinha, o balcão do lavatório da casa de banho são o mesmo: umas gotas de detergente da louça diluídas em água, numa garrafa com spray que reutilizei.

 

Aos poucos, vou eliminando determinados produtos da minha lista de compras, simplificando-a e assim ficando menos dependente de promoções e de gastos desnecessários.

 

Possuem dicas para partilhar, sobre o não gastar?


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Comentários recentes

  • Anónimo

    Também comprei os hamburguers da Nobre Vegalia, co...

  • Anónimo

    A minha casa é pequena e não posso ter muitas plan...

  • Lobi

    Eu gosto imenso de platas, tenho algumas em casa, ...

  • Descontos

    Bom dia,não encontrei uma loja solidária, mas enco...

  • Cisbelia F Vicente

    Adorei ler o seu no post.em Azambuja não tenho loj...



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D