Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para ambos, há sempre alguém que - de tempos em tempos, com uma pontualidade britânica - diz que é agora que vão acabarOs tempos passam e a caravana passa... até ao próximo anúncio de fim de mundo e de fim dos descontos.

 

Enquanto todos esperam (e desesperam) com o fim dos vales de desconto e das acumulações, eu vou aguardo algo completamente diferente:

 

- marcas a ajustarem as suas ofertas para uma maior fidelização dos clientes (exemplo: Danone) porque já perceberam que há produtos que só são comprados com os vales de desconto e SE houver acumulação;

 

- locais de compra a competirem pela utilização de vales de descontos (exemplo: lojas as criar os próprios vales de desconto, a aceitarem vales de desconto de outras lojas ou até a duplicarem os valores de vales de desconto);

 

- locais de compra a acompanharem os preços praticados noutros locais (exemplo: Jumbo);

 

- maior emissão de vales de desconto porque as marcas querem concorrer entre si - até nos descontos por vales.

 

Ou seja, enquanto todos antecipam o fim, eu prevejo a proliferação/evolução  de acordo com o que é a realidade de outros países em que os vales de desconto são utilizados há várias décadas. 

 

Lembrem-se...

- uma boa parte dos descontos e acumulações são compras pontuais, não essenciais - só compraram por causa do vale de desconto ou acumulação;

- para cada produto processado/industrializado há dezenas de páginas na internet sobre como os replicar numa versão caseira e mais económica (e as marcas sabem disso);

- as marcas sabem que o "preço" será sempre um elemento decisor no acto da compra;

- os locais de venda sabem que precisam de aceitar vales de desconto sob pena de perderem os consumidores para outras lojas.

 

O que acham das minhas previsões?


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria G. a 29.04.2014 às 12:04

Não poderia estar mais de acordo ;)
Sem imagem de perfil

De Margarida a 29.04.2014 às 12:06

Bom dia Cristina,

O que escreveu tem todo o sentido; subscrevo integralmente.

Há produtos que estão invariavelmente em promoção poucos dias após a disponibilização de vales de desconto no site "para mim". Não pode ser mera coincidência...

Muito obrigada novamente por todas as partilhas que aqui faz.

Margarida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2014 às 12:30

Certíssimo!!
Sem imagem de perfil

De elly a 29.04.2014 às 14:11

Olá Cristina! O meu comentário não tem propriamente a ver com este post mas quero denunciar uma situação que é vergonhosa por parte do pingo doce... eu compro normalmente pao de mistura que é vendido a 1,50€ o kilo, ora no folheto que hoje inicia o mesmo pão de mistura vem em forma de 500g e passou a ser vendido a 99 centimos, ora de ontem para hoje o paõ de mistura teve um aumento de 50%... é escandaloso e vergonhoso... já reclamei para o atendimento ao cliente! fica o alerta!
Sem imagem de perfil

De Mónica a 29.04.2014 às 14:20

Cristina, concordo plenamente!!
Quando vi o último folheto do Continente pensei cá para mim: "O Continente está-se a fazer aos vales". Vários dos produtos para os quais há vales com descontos de 25%, 35% etc...que não sendo descontos de 50%, se tornam aliciantes se ao desconto da loja se juntar o valor dos vales. Acho sobretudo notória nos iogurtes a "caça aos vales" que o Continente está a fazer, considerando que, por exemplo os iogurtes gregos Danone têm estado em promoção várias vezes nas últimas semanas, mas sem chegar aos 50%.

De tudo o que referiu, só estou mais cética em relação à duplicação de vales...
Sem imagem de perfil

De Carla Ribeiro a 29.04.2014 às 14:38

Também penso que é só o início e não o fim... temos o exemplo da Danone, agora das pizas Dr. oetker e até o MP que declarou aceitar vales do Para Mim mesmo sem a referência ao Grupo.
Como em tudo na vida, vão havendo ajustamentos, de um lado e do outro. Não me admiro que tenham terminado algumas acumulações no MP. Se repararmos, em algumas situações, e sem vales, os produtos vinham quase de borla. Desconto direto; não em cartão.
Lembro-me das cápsulas fairy e ariel que comprei em L6P1, sendo que a paga ainda vinha com um desconto de 25%. Bem que gostamos, mas convenhamos... ;)
Penso que não vai ser pior. Vai antes ser diferente. Talvez sem o L6P1 do MP, mas acredito que virão outras formas de angariar clientes que serão proveitosas para nós. Seja pelas marcas ou pelos hipers.
Há países que beneficiaram com a Guerra para se desenvolverem (vejam a Alemanha!!). Também nós vamos aproveitar a crise para aprendermos a viver com menos, mas melhor.
Ganho menos e compro mais (principalmente no sentido da qualidade e/ou para fazer stock).
Obrigada Descontos, obrigada Caça!!
Sem imagem de perfil

De TD a 29.04.2014 às 14:59

Concordo plenamente! As marcas adaptam-se e os consumidores terão de adaptar a sua estratégia de compras. Claramente que as superfícies estão a "fazer-se" à utilização de vales e à acumulação de vales com promoções de loja. Quem já anda nisto dos vale e acumulações sabe que não é só por se ter um vale que se vai a correr comprar.
Sem imagem de perfil

De ... a 29.04.2014 às 17:37

desde ha um ano para cá temos tido menos oportunidades de superacumulações, existem mas são menos frequentes.
quando o cnt começou o superpreço as vezes ainda acumulava mais 50%, devo dizer que houve duas ou três vezes que quase tive um sentimento de culpa a encher o carrinho.
Existem bastantes produtos, comos os danone que por serem caros, ainda que tivessem vendessem muito noutros tempos, nos tempos que correm e tendo as pessoas produtos identicos a menor preço, já lá ia a Danone se quase não desse os iogurtes, tanto que estavam sempre a 50% em qualquer lado, e mesmo assim acho caros.
O meu adorado Minipreço, onde grandes compras eram possiveis com as promoções e cupões tambem se adaptou, mas continuam a existir boas oportunidades.
o Pingo Doce faz umas promoçõeszecas, mas como paga os impostos na Holanda, como a Sonae, deve ser mais fácil para eles, eu só lá vou se for de borla, nem que seja para dar.
sendo que muitas marcas não venderiam a não ser com os vales devido à forte concorrência e ao pouco dinheiro no bolso, até estranho não existirem mais vales. Como em todas as coisas, quem mais tem mais poupa.

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


Comentários recentes

  • Anónimo

    obrigado

  • Sofia

    Está a acontecer-me o mesmo, esta semana também es...

  • Descontos

    Pelo que li, andam pessoas a fazer álcool gel case...

  • Descontos

    ahahahaahahahahahahjuro... estou a ficar tolinhaah...

  • Sofia

    A INCM começou a disponibilizar grauitamente cláss...




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D