Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ontem, uma loja de comércio local salvou-me a vida. Literalmente não é verdade, mas na verdade foi assim que me senti.

 

Fiquei a olhar para a funcionária, quando me disse que já estavam abertos há cerca de 1 ano. Como? Comecei a tentar fazer um mapa mental do comércio local que me é mais próximo.

 

Numa zona com várias cadeias de hipermercados em redor, surpreende-me como ainda sobrevivem. Porém, não sendo uma romântica do comércio tradicional, reconheço a necessidade absoluta de este continuar a existir, pela concorrência, pela alternativa e pela manutenção de formas mais sustentáveis de comprar.

 

Eu nunca tive de explicar na mercearia porque estava a utilizar sacos de plástico próprios. Se os produtos não são bons, a loja passa a comprar a outro/a fornecedor/a, porque o cliente está à porta de casa para reclamar. Há maior probabilidade de aí encontrar produtores locais. É uma outra forma de comprar.

 

Vivemos num tempo em que quem mais ganha, não é quem cultiva, mas quem distribui, que quer cada vez mais lucro, seja à custa dos produtores, seja dos trabalhadores. 

 

Por isso (e não conhecendo as reivindicações da greve de hoje), vou fazer greve às grandes cadeias de hipermercados e comprar local.

 

Excepção para a véspera de Natal, pois só encontro bolo-rainha sem adição de açúcares no Pão de Açúcar (eu disse-vos que não era romântica).

Tags:


8 comentários

Imagem de perfil

De Gorduchita a 22.12.2017 às 14:20

Começo a "apaixonar-me" cada vez mais pelo pequeno comércio, seja de bens alimentares seja de outros bens.
Há algo que me faz sentir melhor quando lá vou.
Imagem de perfil

De Descontos a 23.12.2017 às 16:02

Hoje paguei €4 a um vizinho por 2 kg de cebolas + 18 ovos (não faço ideia se são caseiros porque nem perguntei).
Se forem caseiros, não é mau, caso contrário, considero uma doação natalícia :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.12.2017 às 17:27

Ultimamente tenho conseguido arranjar melhores precos em determinados produtos nas "lojas da aldeia" do que em grandes superficies. Isto para nao falar na qualidade dos vegetais e frutas dessas lojas comparando com as grandes superficies, só o cheiro da fruta ao entrar da loja já convida a entrar.
Imagem de perfil

De Descontos a 23.12.2017 às 16:03

A minha impressão é que há onde se consiga comprar bons frescos locais. Mas há de tudo. Também há aqueles que se vão abastecer nas grandes cadeias de revenda.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.12.2017 às 19:26

Já disse uma vez e volto a dizer: no comércio tradicional há por vezes melhores preços. Em Barcelos, felizmente, conseguimos fazer muitas boas compras no comércio tradicional e a produtores locais.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.12.2017 às 21:42

Nem mais, também sou de barcelos!😃
Imagem de perfil

De Descontos a 23.12.2017 às 16:04

Gosto de vos visitar para ir comprar tecidos na praça. Há uma casa fantástica junto à torre. :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.12.2017 às 17:22

Durante cinco anos vivi numa pequena aldeia e fazia grande parte das minhas compras em lojas locais. Alguns artigos eram mais baratos que nos hipermercados, não havia "super-hiper-mega" promoções para incentivar compras de impulso totalmente desnecessárias e encontrava produtos regionais óptimos.
Infelizmente nas grandes cidades as pequenas mercearias são cada vez mais raras...

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Comentários recentes

  • Anónimo

    go digital! use the app :pCupões de 5€ são associa...

  • Anónimo

    Sim, também existe essa opção para a Dolce gusto. ...

  • Anónimo

    Recebi hoje os cupões! Recebi apenas 4 para o cont...

  • Bruno

    O site cartaocontinente.pt estã novo mas ta pior.O...

  • Bruno

    Olhem, o novo site cartaocontinente.pt não ficou p...




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D