Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Temporariamente Anónima:

 

Apercebi-me recentemente que a minha mãe é um génio. Cresci com um plano semanal fabuloso de comida caseira , uma refeição de peixe e outra de carne, com chá feito de manhã para acompanhar as refeições e, embora ela repetisse as refeições, nunca demos por ela.

 

Mais cozinhava para sete e o panelão de sopa era fresco todos os dias sem falar na comida do cão que ração é invenção recente e o gato tinha direito a peixe cozido.

E sim a minha mãe era o que se chama hoje (pomposamente) uma empresária em nome individual. Fazia tudo isto com uma loja aberta ao público.

 

Tem dias que me pergunto se sou burrinha porque me perco nas coisas mais simples....outros dias acho que desaprendi tudo ou não cheguei a aprender.....também sei que antes não havia nem TVCabo nem internet.

 

A verdade é que me lembro destas coisas que ela tão brilhantemente fazia e por mais que tente não lhe chego aos calcanhares. As mães dos anos 70 e 80 foram fabulosa e atravessaram uma crise talvez pior que esta. Abençoadas mães.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


7 comentários

Sem imagem de perfil

De isabel a 28.01.2014 às 23:07

subscrevo integralmente!
Sem imagem de perfil

De ana martins a 28.01.2014 às 23:16

Parece que esta a falar da minha mae, com a diferenca de sermos apenas tres em casa, mas tambem havia gato.
Dou gracas a Deus pela mae que tenho, pelos ensinamentos que ainda hoje me da e por ser poupadinha, tudo gracas a ela.
E provavelmente a crise naquela altura foi pior, o impacto da crise atual e que e maior...
Post fantastico Cristina!
Sem imagem de perfil

De Miguel Oliveira a 28.01.2014 às 23:32

As mães é que sabem e aprendemos muito com elas, também subscrevo!

No entanto, também é verdade que efectivamente não havia nem TVCabo nem internet como menciona, mas concordará por certo que utilizando esses recursos de uma forma útil, serena e inteligente conseguimos elevar o conhecimento que as mães nos transmitiram até ao infinito e mais além.
Sem imagem de perfil

De Ana Dias a 29.01.2014 às 10:14

Talvez só acrescente a parte de ir lavar a roupa para o tanque publico (que ficava a uns bons 10 minutos de distancia), com a bacia equilibrada na cabeça em cima de uma "rodilha" feita de uma fralda velha, duas filhas pela mão e um balde com a lixívia, o sabão em barra e o Omo (ou Presto) na outra.
Sem imagem de perfil

De Teresa Duarte a 29.01.2014 às 10:38

Adorei ler este post. Parece que estou a ler um post sobre a minha mãe. Uma refeição de carne ao almoço e a refeição de peixe à noite, por ser de mais fácil digestão. Todos os talos de alface, bróculos, couves aproveitados para a sopa. Quando estávamos em casa dos meus avós de férias havia sopa de beldroegas (que ela apanhava no campo) e de rama de cenoura (das cenouras que a minha avó tinha semeado)... Saindo da cozinha e indo para a costura/lavores: as camisas viravam-se os colarinhos, o tecido das saias também era virado (e ficava-se com uma saia nova), de uns pequenos retalhos de tecido e um pouco de linha de crochet se fazia uma toalha e os restos de lã serviam para fazer quadrados de lã multicoloridos que depois todos juntos faziam uma vela mantinha....
Sem imagem de perfil

De MJMG a 29.01.2014 às 16:13

Adorei o texto, as mães são únicas e a minha não é excepção! Ainda me lembro de ver a minha avó e a minha mãe a fazer sabão em casa, aproveitando o "fundo" das talhas onde era depositado o azeite. O pão era feito em casa, no forno a lenha e o fermento era partilhado com os vizinhos. A roupa corava ao sol para sairem as nódoas difíceis. O soalho era encerado regularmente. Utilizava-se pouca luz eléctrica e aproveitavam-se as brasas que eram colocadas numa braseira para manter o ambiente quente. Luvas, cachecois, gorros e até camisolas de lã eram costuradas em casa. Colchas de renda que eram verdadeiras obras de arte. À semelhança da autora do texto também cozinhavam para 7 pessoas, duas delas crianças, e também tinham uma loja aberta ao público! De facto chego sempre à mesma conclusão, não é preciso muito para sermos felizes !

Ainda partico muito do que me ensinaram, mas a costura é o meu calcanhar de aquiles, sobretudo para fazer baínhas e virar colarinhos das camisas. As camisas ficam novas e o colarinho já pede reforma.... Sem ser pregar um botão ou coser algo que esteja roto (um buraquinho numa meia), não me aventuro muito mais, infelizmente!

Resolução de 2014, decidida agora mesmo, tirar um curso de costura!

Um abraço apertado a todas as mães, que tão bem nos ensinaram. Nós havemos de chegar lá, um bocadinho mais tarde, do que o expectável, mas cheios de vontade e entusiasmo!

MJMG
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2014 às 20:37

A singer dá cursos em todo o país e se morar em Gaia índico lhe o sitio....a anónima não tirou curso nem ensina mas aprendeu com a famosa mãe e costura muito bem....:)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Comentários recentes

  • Anónimo

  • Sofia

    Obrigada :D

  • Descontos

    Boa noite,obrigada pelo contributo. Vou já publica...

  • Anónimo

    Amostras grátis de Nescafé no site Mynestle.

  • Ariana

    Perfeito!Esse arroz tem tudo para ser saboroso!Bjs




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D