Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há anos que os blogs da Joana Roque -  economiacadecasa e paracozinhar - são leitura obrigatória. Foi com ela que aprendi a congelar os legumes para a sopa em doses individuais a fazer açúcar aromatizado com baunilha entre outros mimos.

 

O programa Contas-Poupança da SIC entrevistou-a e nela ouço algo muito sensato: "se para alguns que têm mais dinheiro poderá ser relativamente fácil abdicar de comer fora para poupar, há pessoas que nem sequer podem comer fora porque não têm esse dinheiro e é muito desleal, para essa pessoas que não conseguem, estar constantemente a falar em poupar, poupar, ..., porque efectivamente há pessoas que vivem muito mal. E às vezes tem a ver com sermos capazes de gerir melhor aquilo que temos

 

Palavras sensatas, que deverão servir para nortear. Partilho dessa opinião e por isso não receberão de mim instruções de como "poupar 1.000 euros em 30 dias". É falacioso e tem como pressuposto que têm por onde gastar €1.000. Pressupõe que ganham bastante mais que isso. 

 

Todavia, também não sigo atitudes no sentido inverso. Com efeito, por vezes sinto que, quem tem mais posses, quase que tem de pedir desculpas por também querer poupar. E assim ficamos com a sensação que, nesta sociedade, apesar dos recentes esforços, é tudo visto como sempre foi: quem precisa poupar é porque é pobre, facto que envergonha e que tem de ser ocultado com o telemóvel de última geração.

 

Mas sobre as percepções tenho algo muito mais interessante para vos contar. Mas terá de esperar por outra oportunidade.


8 comentários

Imagem de perfil

De trocatintas a 02.03.2012 às 10:24

Agora fiquei com água na boca...
Concordo em género, número e grau! Também "sigo" essa senhora e tenho aprendido muito. Para muitos, como é o meu caso também, poupar significa chegar ao fim do mês com 1 euro ou 2 no banco e na carteira...
Imagem de perfil

De CristinaS a 02.03.2012 às 10:46

Se tivesse que escolher um início para este Descontos, se calhar iria encontrá-lo no "economia cá de casa".

Quando comecei a ler sobre dicas para presentes de Natal, a repensar a forma como os comprava.

Já leio há anos, mas só a partir do ano passado comecei a implementar à séria - água mole em pedra dura ;)

Com efeito, porque antecipei as compras de natal, o passado Natal foi o 1º em que não fui às compras na véspera ou antevéspera. Foi um alívio tão grande ;)
Sem imagem de perfil

De Poupadinho a 02.03.2012 às 10:29

Palavras para que???

CONCORDO PLENAMENTE COM TUDO DITO.

E as paginas dessa senhora vão passar a figurar nos meus favoritos.
Sem imagem de perfil

De Pracinha do Tempo a 02.03.2012 às 11:14

Também reparei nessa mesma parte do discurso, mostra que ela não faz o blogue só para "encher chouriços" e que tem os pés bem assentes na terra.
A tua observação é muito pertinente quando dizes que "quem precisa poupar é porque é pobre", ainda ontem na creche da minha filha comentei que tinha ido às promoções do Continente e tinha feito Stock de detergente para a máquina da louça, ora a cara de espanto das 2 auxiliares que estavam à conversa comigo foi tal que me senti uma ave rara, e ainda me questionaram porque é que tinha comprado detergente para 3 meses...
Quando lhes disse ao preço que tinha comprado cada caixa e quanto é que poupava já mudaram de cara.
Enfim...
Imagem de perfil

De CristinaS a 02.03.2012 às 11:35

Pracinha do Tempo,

a sua experiência é interessante e reflecte aquilo que tenho constatado nos últimos tempos. Com efeito, julgo que há desconhecimento das estratégias que hoje estão ao nosso dispor.

Eu não acho que seja casmurrice, mas as pessoas com mais idade nunca tiveram mercados variados por onde escolher e sequer grandes variedades de produtos - iam à mercearia local e compravam o mais baratinho que houvesse. Foi assim que aprendemos a fazer compras: poupar era igual a comprar o mais barato.

As realidades são outras e agora possuímos promoções e cartões e situações em que comprar o mais caro pode tornar-se mais económico porque o desconto vem depois. Podemos saltitar de hiper em hiper, sem grandes deslocações, para apanhar a melhor promoção, etc., etc.

Por isso é importante que partilhe com conhecidos, amigos e familiares as suas estratégias - poderá dar a alguém uma método completamente diferente de poupar.

Partilhe muito!
Sem imagem de perfil

De V a 02.03.2012 às 17:26

O mais irónico e que já me aconteceu foi partilhar dicas de poupança com familiares que têm um rendimento inferior ao meu e olharem para mim como se fosse \" uma ave rara\" com risadas tontas pelo meio. Têm a mentalidade tacanha em que usar vales e descontos é para pobres, mas a verdade é que faço a minha vida sem problemas enquanto esses familiares estão sempre a pedir tudo aos sogros!
Sem imagem de perfil

De esperança a 09.05.2012 às 15:05

Jamais na minha vida fiz nenhum comentário em nenhum blogue.

Gosto imenso de consultar blogues de culinária e economia doméstica.

Gosto bastante dos da Joana Roque.

Descobri hoje este por acaso.

E não resisto a publicar o comentário.

Parece que tenho andado num planeta completamente diferente e, de repente, aterrei na minha "Terra".

Tudo o que foi comentado já se passou comigo e concordo com TUDO!!

E este último então!!

Tenho familiares com filhos e sem emprego e que encaram as minhas atitudes de poupança como pura e simplesmente "forretice".

"A vida ensina e quem não é burro aprende" e

"Quem boa cama fizer, nela se deitará".

Muito obrigada e por favor continuem!!
Imagem de perfil

De CristinaS a 09.05.2012 às 15:58

Obrigada Esperança (uma palavra sempre bem-vinda)!

Uma vez fiz um post sobre "os outros" (http://descontos.blogs.sapo.pt/119253.html)... costumam achar tudo uma piadola até começarem a ver as coisas entrar em casa gratuitamente.

Um abraço

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Comentários recentes

  • Sofia

    Ups.. Venho aqui "remediar" o meu comentário... As...

  • Descontos

    Não foi pronta, mas foi de coração! :)

  • Descontos

    Penso ter compreendido bem, por favor corrija-me s...

  • Anónimo

    Puro engano. A produção dos shampoos tradicionais ...

  • Anónimo

    Muito obrigada pela pronta resposta! Susana Neto




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D