Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É quase um cliché, esta coisa de fazer reflexões de fim de ano. Mas este final de ano coincide com um ano do blog e o balanço impõe-se. Julgo que muitas/os de vós partilham a mesma conclusão: foi um ano difícil. No meu caso, foi um ano difícil, mas poderia ter sido pior.

 

Para mim, foi um ano de aprendizagem e de sucessos pessoais. Considero este blog o ponto alto de todo o meu ano, pelo que aprendi e pelo que atingi em termos de objectivos.

 

Com efeito, sou a orgulhosa proprietária de um cartão de crédito com zero de crédito a pagar. O segundo cartão de crédito foi eliminado. O crédito pessoal é menor que o meu fundo de emergência e pouco mais que uma mensalidade do meu salário. Optei por pagar pontualmente o crédito em vez de o liquidar com as poupanças. Se bem se recordam, o meu soalho está a gritar por socorro e este inverno (que mal começou) já evidenciou que o telhado já não sobrevive mais um ano. Por isso, todas as poupanças serão alocadas a essas grandes despesas.

 

Tem igualmente sido a minha prioridade nº1 eliminar toda e qualquer dívida pessoal que possa constituir uma responsabilidade acrescida numa situação de desemprego.

 

Por isso, quando poupo, faço-o intencionalmente. Claro está que me encontro numa situação privilegiada em relação a muitas família, sei-o bem.

 

E a minha pergunta fica: depois de um ano a aprender a comprar melhor, conseguiram poupar? 


27 comentários

Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 26.12.2012 às 19:40

Na realidade, conhecer este Blog, diminuiu em muito a minha ansiedade em relação à minha situação financeira. Posso dizer que em anos anteriores, vivi com mais dinheiro, mas não tão bem como este ano, em que apesar de viver com menos, vivi-o muito melhor.

Aprender a comprar usando cupões, promoções, aprender a fazer stock, etc., permitiu-me equilibrar as minhas contas, permitiu-me todos os meses conseguir pôr dinheiro de lado, permitiu-me poder voltar a usufruir de pequenos luxos, como ir passar um fim de semana fora de vez em quando, poder dar um passeio ou ir jantar fora com o marido, coisas que outrora era difícil de fazer.

Também nunca tive tanta coisa na minha despensa, nos meus armários, frigorífico, arca e congelador, como tenho agora. Inclusivamente, nunca variei tanto no tipo de alimentação e produtos de higiene e limpeza, como agora. Antigamente, estava confinada às marcads brancas, que a maioria dos produtos até me agradam, mas alguns comprava, por simplesmente ser mais barato. Agora, posso usar um Gel de Banho mais refinado ;) Tudo graças às maravilhosas promoções, como a famosa "Contas à Dulce" do L6P1 do Minipreço nos Gel de Banho Palmolive!

Um dia destes, o meu marido disse-me que antigamente, eu andava muito preocupada com a nossa situação financeira, mas que desde que vivemos com menos dinheiro, temos vivido melhor e com muito mais coisas. E tudo graças a ter conhecido este cantinho.

Sobretudo, pude transmitir estes conhecimentos a outras pessoas e fico feliz, de ver outros seguir os meus passos e também eles, conseguirem poupar e ter as suas pequenas grandes vitórias. O meu maior companheiro de luta, é sem dúvida o meu marido, que se revelou um cupónico maravilhoso e que graças a ele, posso aproveitar muitas das promoções. Também fico feliz de ver o meu pai seguir os meus passos e vê-lo desenrascar-se sozinho!

Também tenho conhecido pessoas muito queridas neste espaço, pessoas que apesar de viverem com dficuldades, são generosas em partilhar os seus cupões e os seus conhecimentos.

Continuação de boas poupanças a todos e desculpem o testamento!
Imagem de perfil

De Descontos a 26.12.2012 às 20:15

Muito obrigada pelo contributo.
Realmente esse sentimento de ansiedade também diminuiu consideravelmente, neste última ano.
O facto de sermos pro-activas julgo que terá permitido o sentimento de algum controle sobre a situação. Mesmo que seja apenas o possível.
Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 26.12.2012 às 21:34

Pode crer Cristina, cá em casa até costumamos brincar, que podemos vir a ficar sem dinheiro, mas limpinhos e cheirosos, vamos andar, pois detergentes e produtos de higiene não faltam...HEHE
Sem imagem de perfil

De Ana a 26.12.2012 às 20:34

A minha vida mudou muito nos últimos 2 anos... Em minha casa entram em média menos 600€/mês do que em 2010, ganhei tanto de comissões de vendas durante 2012 como em qualquer um dos meses de 2010, o meu marido trabalha numa empresa pública e deixou de ganhar horas extras e folgas à muito... Dentro disto, com duas crianças e uma casa para pagar a vida não é fácil... Também tenho, orgulhosamente, um cartão de crédito a 0 e não mais créditos a não ser o da habitação... O meu objectivo nem sequer é juntar dinheiro, algo quase impossivel, mas fazer o mesmo com muito menos €… e tenho conseguido manter o mesmo nivel de vida que os meus filhos estavam habituados.... Obrigada!
Sem imagem de perfil

De Ana Dias a 26.12.2012 às 20:47

Ana de Ana Dias :)
Sem imagem de perfil

De Mano a 26.12.2012 às 21:11

Gostava de acrescentar a diminuição da vontade de comer fora.
Eu adoro comer fora mas agora, como tenho a despensa recheada, a vontade diminuiu consideravelmente, especialmente porque "tem que se gastar"...

Depois também há uns mimos de Arroz de Pato, Francesinha que são bons, especialmente para o preço :)
Ok, a Francesinha para quem mora no Porto não é um encanto mas o Arroz de Pato é realmente bom.

Mana, muitos parabéns pelo blog, pelas realizações pessoais e pelas realizações da comunidade para as quais ajudaste a contribuir.
Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 26.12.2012 às 21:32

Também sinto o mesmo em relação a comer fora. Embora de vez em quando goste de ir com o meu marido, confesso que o faço, mais pela quebra de rotina, do que por querer comer fora. Sobretudo, à medida que vamos ganhando gosto por cozinhar e quando vemos que conseguimos fazer refeições boas, por muito menos dinheiro, os restaurantes vão-se tornando menos apelativos.

O mesmo se passa com as doçarias e salgados. Agora faço praticamente tudo em casa e o marido e a família, preferem mil vezes mais, os meus docinhos e salgados, do que os que são comercializados em pastelarias e supermecados.
Imagem de perfil

De Descontos a 26.12.2012 às 21:34

Snif, snif
Sem imagem de perfil

De Mano a 26.12.2012 às 21:59

"para as quais ajudaste a contribuir"="para as quais contribuiste" ou "as quais ajudaste a alcançar".

Ai este meu PROtuguês...
Imagem de perfil

De Descontos a 26.12.2012 às 22:06

Fica a nota.
Sem imagem de perfil

De Lídia a 26.12.2012 às 21:29

Felizmente, tive a sorte de conhecer este blog quando o ano de 2012 ainda estava no seu início. Andava eu à procura de informações sobre vales de descontos para tentar fintar a crise... A importância foi tal que a data de 28 de janeiro ficou registada nos favoritos!
Foi uma transformação muito grande na minha maneira de ver a economia doméstica! Ensinou-me a planificar e fui crescendo com TODOS os posts. Foi importante para mim no dia a dia e também em ocasiões especiais. Posso preparar festas (de aniversário e outras, com antecedência) e mimar a família, sem que essas despesas me pesem tanto no orçamento. Nunca imaginaria, há algum tempo atrás, por exemplo, comprar antecipadamente com 75% de desconto para depois usar no Natal…
Tenho gostado dos posts em que há muitas opiniões, por vezes divergentes, que mostram vários lados da questão e que nos fazem ter uma visão mais ampla e racional do ato de comprar. O que aprendi sobretudo foi a refletir antes de comprar e, agora, faço as contas em casa antes. Já sabia isso há muito tempo (na teoria), mas só a apliquei depois de ver este blog.
As minhas despesas com supermercado diminuíram MUITO e nunca tive tanta coisa em casa, apesar da crise que nos atinge! Tenho a despensa, armários, gavetas, frigorífico e congelador cheios de produtos que pouco me custaram e que me vão dando muito jeito. Agora, tenho a minha pequena “loja” em casa e os meus “fornecedores” até foram generosos!
O melhor "catálogo" para as minhas compras é este BLOG! Há coisas que sei que não vou precisar de comprar em 2013 e isso é mesmo reconfortante!

Obrigada por tudo e bom ano novo recheado de poupanças!
Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 26.12.2012 às 21:40

Pois é Lídia, a minha casa, também passou de "Lar Doce Lar", para "Mercearia"...LOL
Sem imagem de perfil

De Ana a 26.12.2012 às 21:46

Parabéns pelo ano de trabalho e dedicação ao blog. Obrigada pela partilha de tudo com todos. Força para continuar, nós vamos andar por cá e sempre que possível colaborar.
Sem imagem de perfil

De maria neves a 26.12.2012 às 21:54

Que engraçado, as nossas despensas passaram a ser "lojas ,supermercados, mercearias"... e começamos a achar que os folhetos são sempre fraquinhos.
Sem imagem de perfil

De Lisa_pt a 26.12.2012 às 22:51

O meu ano de 2012, financeiramente foi o pior de há 10 anos para cá (há 10 anos atrás foi semelhante, com ordenados em atraso e por aí) parece que há coisas cíclicas... face ao súbito decréscimo rendimento disponível, depois de 6 meses sem um dos ordenados do lar e depois com um subsídio de desemprego, em que o valor total auferido decresceu cerca de 700 euros mensais, o meu objectivo também não foi poupar, foi não gastar as poupanças efectuadas até este ano e aprender a viver de forma semelhante ao que tinha, com muito menos. E posso dizer orgulhosamente que o consegui.
Tendo esse objectivo em mente, fiz uma buscar serrada, às formas de o conseguir e foi nessa busca que descobri este blog, que muito me tem ajudado e faço de muitas das palavras da Andreia B., as minhas, mas não todas...
Não tenho cartões de crédito por pagar, não tenho crédito de carro por pagar, nem nenhum outro pessoal, tenho somente o crédito da minha casa e as despesas a ela inerentes e neste momento, as despesas dela acarretam cerca de 37% do meu rendimento mensal. Tenho um filho (com pena de não poder ter mais um) que pesa no orçamento como qualquer criança, tenho um gato, que no inicio do ano começou a comer comida de marca branca, por ser mais barata e que pouco tempo depois voltou às habituais, com preços inferiores.
Um dos objectivos anuais era conseguir fazer um seguro dentário e tratar de alguns problemas nesta área, nos membros adultos cá de casa (e posteriormente no infantil) e conseguimos, sendo que para estas despesas foram mais de 600 euros no ano todo.
Não posso dizer que fiz poupanças, não fiz, mas também não gastei mais do que ganhei no ano inteiro, ainda que tenha havido meses que não houve rendimentos do outro membro do lar, mas posso dizer que comi melhor com muito menos, que tenho a despensa cheia (a arca neste momento está vazia, porque precisava urgentemente de ser descongelada) e o frigorífico também está cheio (o congelador até custa a fechar!).
Tive de fazer cortes (bastantes!) deixei de comer fora e passei a levar almoço para o trabalho diariamente, quando o fazia apenas de vez em quando. Raro era o fim de semana que não fazíamos pelo menos uma refeição fora, neste momento se fizermos uma refeição fora, é quase uma festa!
Deixei de fazer férias e fins de semana fora e confesso, é isto que mais me custa, não acho que devamos ser escravos do trabalho para andar a pagar contas, que são cada vez mais inflacionadas, temos de trabalhar, mas devíamos poder gozar o fruto do nosso trabalho! Trabalhar para pagar contas é vida de escravo e não é isto que idealizo para mim, e não foi para isto que queimei pestanas durante anos, motivo pelo qual, muito provavelmente para o ano sairei do país, onde certamente terei de trabalhar mais duramente (mas certamente menos horas do que trabalho neste país e com um ordenado muito mais elevado) trabalhar não me assusta, assusta-me é ter de viver a contar trocos!

Não foi um ano bom, mas podia ter sido pior, não fosse a interajuda que se vive aqui neste cantinho, à busca incansável da Cristina em dar a conhecer tudo o que vale a pena e que ajuda a poupar. Obrigada Cristina e obrigada a todos os que partilham as dicas que fazem deste blog, a minha visita diária obrigatória! (Rezo para que exista uma Cristina para onde irei morar, pois já não sei viver sem os descontos e sem promoções, ainda que a minha vida financeiramente possa algum dia voltar ao que era!).
Sem imagem de perfil

De Sandra a 27.12.2012 às 10:48

Já muito foi dito e gostaria de poder dar o meu breve contributo. Descobri este blog em Maio de 2012, por puro acaso. Pesquisava na internet noticias sobre a loucura que foi o 1º de Maio no pingo doce. E eis que vim parar aqui e descobri um "mundo" novo, que desconhecia até então. A partir daí foi uma descoberta e uma aprendizagem constantes. E esse caminho continua pois admito que tenho ainda muito mais para aprender. Actualmente, tenho muita carne e peixe na arca e produtos de higiene e limpeza também não faltam, coisa que antes não acontecia. E isso transmite uma segurança e calma muito reconfortantes no meu dia-a-dia. Uma mudança engraçada e que julguei que não fosse acontecer é que vamos muito menos comer fora desde então, a minha ideia é que com um orçamento mais desafogado pudesse ter algum "luxo" e usufruir mais vezes desses raros momentos que é ter alguém a cozinhar para nós, lol. Mas regra geral, agora, vamos comer fora apenas para celebrar uma ocasião especial. Acho que me tornei um bocado forreta em relação a isso. Hoje quando olho para a conta do restaurante digo "meu deus, por este preço fazia um manjar lá em casa!!" ;) Muitos Parabéns pelo blog. O seu contributo (e de todos os que ajudam a colaborar) tem sido de um valor inestimável. O meu obrigada por todo o tempo despendido
Imagem de perfil

De Descontos a 27.12.2012 às 11:01

Obrigada Sandra,
eu também partilho essa nova atitude perante o dinheiro. Parece que vamos valorizando mais essas pequenas quantias quando nos apercebemos da importância de as poupar. Poupamos cêntimos e rapidamente vemos em quantos euros eles se podem transformar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.12.2012 às 15:00

Os meus parabens pelo blog.
Descobri por acaso quando depois de ver algumas reportagens e algumas leituras sobre poupança vim pesquisar mais informação e descobri este blog.
Agradeço o esforço em publicar toda a informação e confesso que sou uma leitora diária deste blog.
Nunca fui de poupar nem olhar a preços nem promoções, fazia compras em pequenas quantidades só mesmo o que precisava, somos apenas dois lá em casa e o ano passado gastava em compras de supermercado cerca de 400/500€ por mês, neste momento alem de ter a despensa cheia (acabei por adaptar um movel na arrecadação com prateleiras para poder colocar mais stock quando "apanho"boas promoções) gasto em média 150/200€ e continuo a comprar os produtos que pretendo. o meu namorado diz que não sabe como consigo comprar tanta coisa com menos dinheiro, mas como muitas pessoas já aqui disseram não se consegue de um mês para o outro. posso dizer por exemplo que este mes as minhas compras do mês incluido a comida para o natal gastei cerca de 60€, tendo já todos os artigos que precisava em casa e utilizando saldo disponivel do cartão do continente.
Para o próximo ano espero conseguir poupar mais a nivel de água e luz e ando a fazer simulações de seguros, pacotes de tv e net entre outras.
Comer fora é muito raro ir e as vezes que saiu para ir ao cinema por norma comemos alguma coisa antes parar não gastarmos dinheiro, outro metodo que fiz agora foi sempre que ia ao cinema comprava um menu de bebida e pipocas que nunca ficava abaixo de 7€ e as pipocas estavam sempre frias. Neste momento compro aqueles pacotes com pipocas já feitas e levo uma garafinha de 0.5 litro de sumo, coloco dentro da mala e gasto perto de 1.50€, picocas frias por frias prefiro assim.
Tudo de bom e espero que continue.
Obrigada
Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 27.12.2012 às 17:46

Infelizmente, não vou muitas vezes ao cinema, por ficar dispendioso, mas quando vou, usa a mesma tática de levar pipocas e sumo, sem comprar no cinema. Sobretudo, procuro convidar amigos para vir a casa ver um filme e fazemos as pipocas também... Existem sempre formas de contornarmos as dificuldades.

Por exemplo, sempre que vou dar um passeio com o meu marido, levo o lanche, para nos ficar mais baratinho. Ou quando queremos quebrar a rotina, mas não podemos ir comer fora, faço uma merenda, vou até ao pé de praia e passo uns bons momentos, sem gastar dinheiro.
Imagem de perfil

De Descontos a 27.12.2012 às 18:27

Esses programas soam-me lindamente.
Imagem de perfil

De Descontos a 27.12.2012 às 18:24

Agradeço o contributo Anónima/o!
Sem imagem de perfil

De Lara a 28.12.2012 às 08:39

Olá, já sei como colocar o nome nunca tinha reparado no campo para prencher o nome então respondi como anónimo.
Como disse no post vou algumas vezes ao cinema apesar de ser um pouco caro (ultimamente vou sempre ao dolce vita tejo tenho o cartão da uci e cada bilhete custa 5 euros e como não pago parque é óptimo) e tambem vejo filmes em casa e em vez de comermos fora com amigos, ficamos por casa e fazemos um lanche que sempre sai mais baratinho.
Esqueci-me de dizer que por norma quando fazia um jantar ou um lanche lá em casa para os amigos chegava ao supermercado e comprava o que me apetecia, agora vejo o que tenho em casa e elaboro uma ementa de acordo com os produtos que tenho em stock e compro uma ou outra coisa que falta e sai muito mais barato.
Não sou uma "poupadora extrema" mas neste momento faço compras muito mais racionais e sou muito mais organizada com o dinheiro e com os produtos que compro. o meu objectivo para o proximo ano é ter um mealheiro onde vou colocar os cêntimos e euros que vou poupar quando não estou a espera, por exemplo tenho um vale para a gasolina e ponho 30€ e apenas pago 29.07€(aconteceu ontem) estes 0.93€ são para ir para o mealheiro, apanho uma promoção que não estava nos meus planos esse desconto tambem vai para o mealheiro, vou deixar de beber cafe demanha na rua e como tenho duas máquinas de café em casa por norma uso a da delta e cada capsula das que uso fica a 0.37€ o café na rua custa 0.65€ estamos a falar de quase metade coloco a diferença no melaheiro. Estou a falar de pelo menos 20€ por mês. é outra das minhas dicas. Vou comecar a comentar mais os teus post para poder ajudar tambem algumas pessoas, como o visito diariamente para ver as promoções e dicas dou tambem o meu contributo.
Imagem de perfil

De Descontos a 28.12.2012 às 09:05

Lara, antes de mais, eu não tenho qualquer problemas com comentários anónimos, espero não ter deixado essa imagem, de todo.

Eu também tenho aprendido muito com a partilha por isso encorajo-a. Por exemplo, o meu post sobre a chaleira resulta precisamente de dicas que esta era mais económica para aquecer águas na cozinha. E tudo veio daí.

Um abraço






Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 28.12.2012 às 11:10

Deixo só aqui uma dica, que os cinemas Vivaci,tem os bilhetes de cinema a um preço muito acessível, pelo menos o da Maia. Cada bilhete custa 3,50€. A única desvantagem é que tem pouca escolha de filmes, por norma são 4 filmes em certos horários. Mas se coincidir com os que querem ver, vale a pena o preço.
Sem imagem de perfil

De Andreia B. a 28.12.2012 às 11:15

E à sexta e sábado à noite, tirando o mês de Dezembro, costuma ter música ao vivo ou demonstrações de danças de salão, na praça de alimentação. Nem somos "obrigados" a jantar lá, podemos comer em casa e depois sentarmo-nos simplesmente numa mesa a descontrair. Às vezes vou lá à sexta e passasse um bom bocado, sem gastar dinheiro.
Imagem de perfil

De Descontos a 28.12.2012 às 12:00

E há sítios como bibliotecas e assim que possuem filmes a título gratuito.

Comentar post


Pág. 1/2




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Comentários recentes

  • Anónimo

    pois, eu tinha um tipo saboneteira que comprei na ...

  • Descontos

    Tenho visto tão pouca TV quem nem acompanho séries...

  • Descontos

    Olá Inês,hoje o meu almoço foi parecido com a rece...

  • Paula

    Com muita vontade de ver o filme "Central do Brasi...

  • Inês

    Por aqui também se voltou a acender a lareira. E e...




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D