Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Nunca, como actualmente, se falou tanto de poupança, nas suas mais diversas modalidades e em diversos meios.

Eu leio blogs, livros que compro ou requisito na biblioteca, vejo vídeos no YouTube ou televisão (Contas-Poupança) e ouço podcasts e até passei a seguir algumas contas de instagram. 

 

Existem inúmeras fontes de informação para tornar a poupança um tema diário, para aproveitar ideias testadas sobre como melhor utilizar o nosso dinheiro.

 

Façam-no de forma eficiente e organizada, para que não se torne ruído.

 

Eu utilizo o Bloglovin para receber as últimas publicações de blogs. Desta forma, recebo sempre a informação, sem ter de consultar os blogs todos os dias, um a um.

 

Eu subscrevo uma ou outra newsletter.

 

Por exemplo, podem subscrever os blogs do Sapo (incluíndo o Descontos) e receber as últimas publicações no vosso email.

3.JPG

Nem eu tenho acesso a esses emails. É tudo gerido pelo Sapo.

 

Agreguem informação que vos traga valor acrescido, mas não deixem que o ruído vos consuma a atenção.

Poupem muito e poupem bem.

Tenho poupado imenso dinheiro a fazer eu própria algumas reparações, remendos e várias actividades faça-você-mesma.

E, acima de tudo, tenho descoberto que consigo fazer muito mais do que inicialmente imaginava.

 

Os meus DIY preferidos:

Reparação de um termoventilador (aqui)

Reparação de um aquecedor a óleo (aqui)

Transformar panos de guarda-chuva (aqui)

Corte de cabelo em período de isolamento social (aqui)

Candeeiro novo com peças velhas (aqui)

Candeeiro aranha (aqui)

 

Encontram todos os meus remendos, grandes e pequenos, nas tags DIY e Remendar para poupar

change counter 0008.jpg

Investir na poupança é também adoptar uma outra postura em relação aos preços de venda ao público.

 

Com efeito, há produtos em que não penso comprar excepto se tiverem a um mínimo de 50% de desconto. Na verdade, o MEU preço para aquele produto tem por base um valor muito inferior ao habitual. 

 

Consigo isso investindo em alguns produtos. Invisto, comprando em maior quantidade, quando estão ao seu valor mais baixo. Assim, ao ter um stock de determinado produto, este sairá da minha lista habitual de compras e só o voltarei a comprar quando estiver, novamente a um valor mínimo. Como compro em quantidade, posso esperar pela promoção ideal.

 

Fazer um stock não tem de necessitar de um investimento considerável. Mantenham-se atentas/os às promoções.

Não é assim tão frequente as promoções mais fortes surgirem todas ao mesmo tempo. Façam o vosso stock, pouco a pouco: num mês investem num produto, noutro mês noutro. 

 

No final, o objectivo é passarem a pagar muito menos pelos vossos produtos habituais. Bastará que comprem em maiores quantidades, quando está no valor mais baixo, para poderem aguardar outra promoção vantajosa.

 

Acção:

Durante os próximos meses, procurar encontrar um produto, por semana, que possa ser aditado ao stock.

Por exemplo, se compram amido de milho para o leite-creme natalício, comprem agora, porque está com 50% de desconto.

Feitas as contas, tenho poupado fortunas ao comprar usado. No mínimo, tem permitido alguns luxos, que não poderia ter, de outro modo. Por exemplo, não poderia ter a biblioteca que tenho, ou dar livros como dou às minhas sobrinhas, se não os comprasse usados. 

 

O meu preço de referência para itens usados é de metade do preço em novo, mas isso dependerá do item.

Um grande bónus, é que me permite comprar com zero impacto ambiental, ou pelo menos muito reduzido.  

 

Mas não são apenas livros, pois neste momento, 90% do meu vestuário é comprado em lojas solidárias, quase sempre a €1.00.

 

E mesmo electrodomésticos. Eu sei que há muito receio em comprar um electrodoméstico usado, especialmente a um particular. Mas a verdade é que, em décadas, só tive uma experiência negativa em que perdi 10€. Poupei várias vezes esse valor.

 

Já os meus pais têm uma arca congeladora usada a funcionar perfeitamente e eu já lhes comprei uma Actifry por €50.

 

Consultem a minha tag usado é bom, para ler sobre as minhas experiências e dicas sobre compras de usados.

 


10 hábitos de poupança para o Dia Mundial da Poupança

6. Aproveitar as campanhas de reembolso e experimente grátis

31.10.20

No blog, há uma tag chamada Experimente Grátis & Reembolsos. Recomendo que a consultem com com frequência.

 

 

As campanhas de reembolso permitem-nos comprar produtos de forma gratuita, já que o seu valor será reembolsado.

 

Mesmo quando são produtos para animais ou bebés, eu aproveito, para fazer doações.

 


10 hábitos de poupança para o Dia Mundial da Poupança

5. Aproveitar as borlas de entretenimento dentro de casa

31.10.20

No que respeita a entretenimento, há várias ofertas de período experimental: HBO, Netflix, Amazon, Scribd, etc.

Se aproveitarem cada uma, sucessivamente, irão ter conteúdos para meses.

 

Fiz uma lista aqui

 

Não estou certa que o Filmin Portugal ainda esteja a fazer a oferta de período experimental.

 

RTP Play é DEFINITIVAMENTE, uma fonte de conteúdos a que recorro com frequência.

 

Para mim, os serviços de subscrição pagos são algo a que recorro pontualmente, um mês em que esteja de férias, por exemplo. Nessa altura, ponho os meus "desejos televisivos" em dia.

 

Ligo o portátil à TV, através de um cabo HDMI (que é o que tenho ligado ao aparelho TDT) e tenho filmes, documentários e séries.

 

Eu estou uma adepta incondicional da marmita. Com efeito, considero-a uma das minhas maiores aliadas na poupança. Gastava cerca de €10-€15/dia em almoços, pequenos-almoços e lanches. E nem estou a incluir a medicação resultante de não poupar o estômago. 

A marmita não tem se ser apenas o almoço, mas todos os consumos que nos levam a procurar a restauração: o café, o bolinho, a fruta...

Em especial no tempo frio, o que me fazia ir ao café cerca de duas vezes por dia (e acabava por comer as torradas, bolos, etc.) era o meu desejo incontrolável por café com leite quentinho.

Eu adoro café com leite. A partir do momento que decidi investir numa garrafa térmica para o levar de casa, os meus hábitos modificaram-se consideravelmente e francamente, nada me sabia melhor do que beber café com leite sem ter de atravessar a rua, sob uma chuva torrencial.

 

Agora, em tempos covid, é a minha única opção.

 

Mas investir em marmitas não significa andar a comprar os utensílios da moda.

Os meus talheres são os mesmos que uso em casa, embrulhados num guardanapo e as caixas de alimentos, são as mesmas que utilizo em casa, para o frigorífico ou para o congelador.

 

Acção:

Pensar quais os momentos em que recorre à restauração e porquê e procurar alternativas para uma marmita saborosa.


10 hábitos de poupança para o Dia Mundial da Poupança

3. Cozinhar para sobrar: para a marmita e/ou congelador.

31.10.20

Cozinhar para o congelador é uma das minhas estratégias preferidas para poupar tempo e dinheiro. Quase sempre, limito-me a fazer uma refeição em quantidade e depois congelo em unidoses.

 

Por exemplo, carne picada estufada, depois de congelada em doses, pode ser utilizada numa bolonhesa, num empadão, numa lasanha...

 

Acção:

Escolher uma refeição que seja boa para congelar e planear fazê-la em maior quantidade.

 

"Não comprar é poupar 100%". Nem sempre é assim, mas é quase sempre assim. 

 

Há muitas compras que podemos ir suprimindo, seja ao excluir dos nossos hábitos, seja ao encontrar alternativas não descartáveis.

 

Neste momento, eu poupo muito em coisas que não compro:

 

Não compro água engarrafada

Não compro guardanapos de papel ou rolos de cozinha de papel

Uso toalhitas de pano

Uso lenços de pano para assoar o nariz

Uso detergentes caseiros

Aproveito água não potável para usar na sanita (chuva, duche, limpezas)

Aproveito água de desumidificadores para o ferro de engomar

 

Só compro roupa e calçado quando preciso (MESMO), remendando as peças que já possuo. E quando tenho de comprar, tento sempre comprar usado.

 

Acção:

Escolham um produto que vão deixar de comprar, pensem num item, que consideram ser um desperdício de dinheiro.


10 hábitos de poupança para o Dia Mundial da Poupança

1. Combater o desperício alimentar

31.10.20

Ao deitar comida fora, estamos a deitar ao lixo o valor que pagamos por ela.

Também estamos a contribuir para um planeta mais poluído: no consumo de recursos para os produzir, embalar, transportar, tratar como lixo.

 

Acções:

- inventariar o que se tem

- colocar uma taça ou prato na parte mais visível do frigorífico com os alimentos a gastar

- planear como gastar as sobras

- começar por gastar o que tem uma validade menor

- congelar antes de estragar

- comprar embalagens e produtos "feios"

1.JPG

 

 

1.JPG

 

2.JPG

 



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Calendário

Outubro 2020

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Comentários recentes

  • Descontos

    Pode descontar com qualquer cartão, mas tem de col...

  • Anónimo

    Boa tarde, tenho uma dúvida hoje coloquei pin no m...

  • Anónimo

    e para associar uma compra na GALP

  • Anónimo

    Eu já comprei livros usados. Tem uma lista dos liv...

  • anonimo

    pode entregar aqui https://www.boutiquedacultura....



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D