Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Fica mais barato comprar novo que mandar arranjar". Eu também pensava assim. Fazia as contas à reparação, ao novo que passava a ter 2 anos de garantia...

 

Infelizmente, as práticas comerciais introduziram nos seus produtos uma obsolescência programada, tornando as reparações cada vez mais difíceis. Mas a minha experiência tem sido no sentido de que reparar é a opção mais económica. Mais, que reparar eu mesma não é assim tão difícil. 

 

Para quem não conhece o termo, a obsolescência programada é

 é a decisão do produtor de propositadamente desenvolver, fabricar e distribuir um produto para consumo de forma que se torne obsoleto ou não-funcional especificamente para forçar o consumidor a comprar a nova geração do produto.  

Wikipédia 

 

Reparação profissional de uma varinha mágica: €5.00 (aqui)

Reparação DIY de um termoventilador (aqui): €1.00 [peça]

Reparação DIY de um aquecedor a óleo (aqui): €1.00 [peça]

(não estou a encontrar o post ilustrativo, mas também já substituí o botão de ligar/desligar num outro aquecedor a óleo): €2.50 [peça]

Reparação profissional (serralheiro) de um perna de secretária: €5.00

DSC_0206

 

Eu sei que, por vezes, é preciso sorte para arranjar um bom profissional. Porém, é bastante provável que haja mais pessoas sérias que desonestas.

Quando levei a varinha mágica para reparar, o orçamento era €11.00 só para a peça. Acabei por pagar apenas €5.00. Para soldar a perna da secretária, nem pedi orçamento e fui ao Google procurar um serralheiro próximo de mim: €5.00. 

 

Os meus pais, quando a taça da sua Actifry furou, foram comprar um aparelho novo, porque não falaram comigo. A peça, a julgar pelo preço na loja oficial da Tefal, deverá custar €10-€15. Uma nova custou mais de €150.

 

E nem me façam falar dos remendos de costura profissionais:

Um fecho "invisível" de vestido: €2.50 (fecho) + €3.50 (mão de obra)

Abrir a cava de um vestido forrado de criança: €3.50

Substituir o fecho de uma parka: zero (a costureira deu-lhe um jeito e disse que não era preciso substituir)

 

Eu tenho poupado muito dinheiro, ao optar por reparar em vez de comprar novo.

 

Sugestão:

Documentário sobre obsolescência programada

Autoria e outros dados (tags, etc)

Advertência!!!

Eu não tenho conhecimentos de electricidade ou electrónica. Quando faço estas reparações, faço-as por minha conta e risco.

 

Relembro que o meu termoventilador avariou. Abri-o e foi isto que encontrei:

DSC_0028.JPG

 

Cortei a peça e levei-a a uma loja de material eléctrico e reparações. O técnico identificou a peça como sendo um terminal.  O meu irmão está convencido que é um fusível.

DSCF1009.JPG

DSCF1011.JPG

 

O técnico ficou tão surpreso como eu, por tal peça de plástico estar junto de uma fonte de calor e sugeriu, um ligador de cerâmica que custou €1.00.

Escarnei os dois fios e apliquei o ligador.

DSCF1001.JPG

 

Por precaução, utilizei fita isoladora num outro fio que ficou queimado, apesar de não me ter parecido que tivesse derretido até ao interior.

O ligador é a caixinha branca.

DSCF1005.JPG

 

Está a funcionar. Vou testá-lo nos próximos dias, pois é preciso perceber se resiste ao calor.

Não se assustem com o som, pois decidi experimentar com apenas dois parafusos apertados.

 

Agora sinto-me uma idiota porque só tentei reparar depois de comprar um substituto. 

Se bem que... na semana passada o desumidificador iniciou o programa "descongelação", tão baixa que era a temperatura. Brrrrrr 

 

ACTUALIZAÇÃO

Fotografei o interior do meu novo termoventilador e tem EXACTAMENTE A MESMA PEÇA, apesar de esta estar ocultada por detrás de um separador de plástico.

Começo a achar que o mano tem razão e se trata de um fuzível e não um ligador como me informou o técnico/vendedor.  

DSCF3002.JPG

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É uma estupidez que, tendo eu descoberto porque me entrava água na janela do meu quarto, no inverno passado, tenha esperado até começar a chover para corrigir a situação. O culpado é um buraquinho na massa de silicone que tapa a não-me-ocorre-o-nome entre a soleira (diz-se soleira quando é janela e não porta?) e a janela.

 

Mais estúpido é, quando já tinha o silicone em casa, há mais de um mês.

 

Aqui está o buraco culpado e a prova que já não limpo as minhas janelas há mais de... não interessa.

DSC_0023.JPG

 

Aqui está o silicone que eu espero que resolva a questão: comprei porque não era de pistola, não era o mais caro, nem o mais barato. Basicamente foi esse o método brilhante de escolha - não estão felizes por ler este blog cheio de informação tão bem sistematizada e sustentada com base em critérios rigorosos? 

 

DSC_0024.JPG 

Considerando que:

- apliquei depois de secar um pouco a zona com o secador de cabelo;

- que não retirei a silicone danificada (como manda as instruções);

- que me limitei a raspar a tinta que a cobria;

- que, como aplicador, utilizei os dedos...

 

DSC_0026.JPG 

Até que não me parece ter ficado nada mau. 

 

Actualizarei o post na próxima chuvada. ;) 

O pior que pode acontecer é ter de voltar a aplicar, e dessa vez fazendo uso das instruções do produto... e do bom senso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há um ano que comprei a tinta e incrívelmente não tinha feito o que demorou menos de 5 minutos: pintar uns sapatos de couro com a tinta muito desgastada. 

sapatos (1).JPG

Confesso que não sei o preço da tinta, que comprei num sapateiro. Já passou tanto tempo...

sapatos (2).JPG 

Primeiro certifiquei-me que estavam limpos (o tacão tinha areias e terra) e secos (deixei secar ao sol).

 

Para aplicar a tinta utilizei um bocado de uma esponja sintética, como recomenda a embalagem. O pau de espeto foi para mexer o fundo do frasco (tive medo que não estivesse bem mexido) e não cheguei a precisar do pincel, que serve para retoques.

Muito importante é proteger a superfície. Como sou propensa a acidentes, utilizei plástico, mas se não verterem o frasco, um bocado de jornal ou um folheto de supermercado são suficientes.

sapatos (3).JPG 

A aplicação é tão simples quanto possam imaginar.

 

 A melhoria é evidente:

sapatos (4).JPG 

E os sapatos estão como novos.

sapatos (5).JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Comentários recentes

  • Descontos

    Bom, considerando que eu nem percebi o que quer di...

  • mara

    Fácil, será ! A minha dúvida, (e porque não entend...

  • Descontos

    Muito curioso. A minha primeira impressão foi prec...

  • mara

    ui...à primeira impressão me parece arriscado

  • Anónimo

    O meu código MLAFFEC43A




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D