Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



E depois de anos e anos de avisos dos cientistas, aqui chegamos. Estamos em finais de Novembro a falar de seca e de transporte de água potável às populações, por camiões cisterna.

 

Estou a poupar toda a água que posso, na cozinha e na casa de banho.

- Eu fecho sempre as torneiras quando não as estou a utilizar.

 

- A água, com que lavei as garrafas e jarros foram para o balde, para aproveitar para o autoclismo. 

- Uso um copo para lavar os dentes.

- Ainda não tenho usado um copo grande, para aparar a água fria, que se perde, até sair a quente. Mas aproveito para o balde, a água fria que sai no início do duche.

- Tomo duche na banheira, com o ralo fechado, e uso a água para o autoclismo.

- Lavei toda a roupa escura na minha (mini) máquina da roupa, que me permite aproveitar a água para o autoclismo.

- Raramente lavo pátios e só com água aproveitada.

- No balde para lavar o chão com a esfregona, tenho o cuidado de usar apenas a água necessária.

- Durante a noite, nunca puxo o autoclismo para o chichi.  

- Eu uso um redutor de caudal na torneira da casa de banho.

1123604_C

 

Ainda sobre a minha poupança de água:

Poupança de água - aproveitar até os mais estranhos hábitos

Quero falar de presentes, ou melhor, de um presente

Autoria e outros dados (tags, etc)

willem-karssenberg-20038

 Willem Karssenberg

 

Não compro água engarrafada.

 

Aproveito toda a água que posso para a sanita, que considero o mais aberrante desperdício de água potável:

- tenho um balde na casa de banho, para aproveitar águas do duche, que depois utilizo para a sanita;

- tenho um copo grande na casa de banho, para aproveitar a água demasiado fria para lavar a cara ou os dentes (no inverno); despejo o copo de água no balde de água para a sanita;

- tenho uma bacia na pia da cozinha para aproveitar a água de lavar frescos;

- quando utilizo a minha máquina de lavar roupa portátil, aproveito as águas para a sanita.

 

Raramente tomo banho de imersão (menos de 1 por mês).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

No dia 29/12/2015 eu publiquei os meus planos para 2016. Um dos objectivos era não comprar água engarrafada. 

5233546650_e1d6866282_q.jpg

 

Imagem: Steven Depolo

 

Francamente, de todas, pensei que fosse a tarefa mais simples. Porém, a verdade é que o braço é mais rápido que a mente e a mente ainda não está habituada a fazer outra opção. 

 

Em casa, não tive qualquer problema em implementar a decisão. Comprei uns garrafões quando houve um alerta de corte de água municipal e quando este não se concretizou, fui doar os garrafões aos bombeiros locais (foi no verão).

 

Já na restauração, não é fácil. Frequentemente é a única opção, se desejamos beber água e costumam ser o que dão em menus. Confesso que, as vezes em que bebi nem foram escolha, foram inércia - nem me lembrei de que não era suposto beber de garrafas de plástico. 

 

Porém, também é verdade que também não foram assim tantas as vezes, no decurso destes 10 meses. 

 

Se utilizar como referência a média de consumo de água por habitante, que deverá rondar os 112 litros por ano (dados aqui), então fica claro, para mim, que realmente a minha mudança de hábitos teve um impacto positivo no número de embalagens que não consumi. 

5233546650_e1d6866282_q.jpg

 

Uma dica da DECO

Se a água da torneira souber a cloro, agite-a e deixe-a arejar algumas horas num jarro no frigorífico, ou junte-lhe algumas gotas de limão.  

Não se justifica gastar dinheiro com filtros de água: em Portugal, a qualidade da água da torneira é boa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este ano decidi deixar de comprar água engarrafada. Fi-lo por razões de consciência ambiental (a minha consciência). Poderia argumentar a poupança, mas estaria a mentir se dissesse que essa foi a razão.

 

Decidi utilizar água da torneira depois de alguma investigação, alguns documentários, a opinião de instituições como a Quercus e depois de passar por alternativas como o jarro com filtro.

 

No Dia Mundial da Água, somos relembrados que existem milhões de pessoas sem acesso a água potável. Felizmente, podemos dar-nos ao luxo de a utilizar no autoclismo. Isso sempre me chocou.

 

Porque a água é um bem tão essencial à vida, temos especial cuidado no que consumimos e por isso nos tornamos vítimas de predadores dos nossos receios, nomeadamente empresas que fazem negócio a vender filtros de água

 

As entidades reguladoras alertam-nos que tal não é necessário e até poderá prejudicar a qualidade da água

 

Por coincidência, estive precisamente a ver um documentário sobre estas vendas, no final de semana. Lamento, mas só encontrei em inglês.

  

Mas o próximo já tem legendas:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Comentários recentes

  • Anónimo

    ML5320E66B Está a funcionar :)

  • Anónimo

    Mesmo, estou farto de trabalhar para aquecer....

  • Descontos

    É verdade e não é só aqui. Os impostos que nos são...

  • Moralez

    Um vergonha os impostos q pagamos!!!!

  • Descontos

    Não morres tão cedo.Estava precisamente a pensar.....



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D